segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A Nobreza Potiguar


Durante o Império do Brasil, a nobreza nobilitada limitou-se a 4 Barões, sendo um dos quais com Grandeza, o que na prática lhe dava o direito de usar coroa de Visconde no lugar da de Barão. Três Barões eram ligados diretamente a terra. Só um recebeu a mercê pelos relevantes serviços prestados ao País. Segue um resumo da vida e das atividades destes nobres potiguares.


Felipe Nery de Carvalho e Silva
*Santa do Matos/RN 02-05-1829 +Assú/RN 16-08-1893.

Filho de

Antônio da Silva de Carvalho *13-01-1784 +09-08-1877
Maria da Silva Veloso *23-12-1799 +18-05-1827

Casado com

Belisária Wanderley *Assú/RN 13-10-1836 +Natal/RN 13-04-1933

Atividades

Fazendeiro;
Deputado Provincial de 1878-79; 1880-81;

Títulos

Tenente Coronel da Guarda Nacional;
Barão de Serra Branca por Decreto Imperial de 19.08.1888 (gabinete João Alfredo).


Manoel Varela do Nascimento
*Ceará-Mirim/RN 24-12-1803 +Ceará-Mirim/RN 01-03-1881
Filho de

José Félix da Silva
Ana Teixeira Varela

Casado com

Bernarda Dantas da Silva *17-06-1821 +16-07-1890

Filhos

José Félix da Silva Varela;
Manoel Varela do Nascimento Filho;
Ana Teixeira da Silva Varela;
Alexandre Varela do Nascimento;
Isabel Duarte Xavier Varela;
Carlos Varela do Nascimento.

Atividades

Agricultor;
Senhor de Engenho;
Deputado provincial de 1868-69;
Presidente da Câmara Municipal de Extremoz de 1829-32 e 1837-40;
Terceiro Vice-Presidente da Província do RN em 1868.

Títulos
Alferes do Exército Imperial, por patente de 24-04-1828;
Coronel Comandante Superior da Guarda Nacional de Natal em 16-07-1852;
Barão do Ceará-Mirim por Decreto Imperial 22-06-1874 (gabinete Visconde do Rio Branco).


Miguel Ribeiro Dantas
*São José de Mipibú/RN 09-05-1799 +São José de Mipibú/RN 14-06-1881
Filho de

José da Silva Leite
Joana Maria Dantas
Casado com

Maria Florência Viana *1810 + antes de 1834
Filho

Miguel Ribeiro Dantas Junior

Atividades

Senhor de Engenho;
Presidente da Câmara de São José de Mipibú de 07-01-1833 a 07-01-1837;

Títulos
Coronel Comandante Superior da Guarda Nacional;
Barão de Mipibú por decreto imperial de 28-03-1877 (Gabinete Duque de Caxias).


Luis Gonzaga de Brito Guerra
*Campo Grande/RN 27-09-1818 +Caraúbas/RN 06-06-1896

Filho de

Simão Gomes de Brito
Maria Madalena de Medeiros

Casado com

1ª vez com Maria Mafalda de Oliveira *05-01-1823 +18-12-1860;
2ª vez com Josefina Augustina da Nóbrega *11-04-1827 +15-03-1879;
3ª vez com Maria das Mercês de Oliveira *14-05-1858 +02-07-1896.

Filhos

Adrião R. de Brito;
Pautilia;
Lino Constâncio de Brito Guerra;
Maria Ubalda de Brito Guerra;
Maria dos Anjos de Oliveira;
Simôa Gaudiosa de Oliveira;
Neomisia de Brito Guerra;
Margarida Emília de Oliveira;
Teófilo Olegário de Brito Guerra;
Pedro;
Paulo;
Adrião R. de Brito (II);
Boaventura Seráfico de Brito Guerra;
João Crisóstomo de Brito Guerra;
Apolônia Ferreira da Nóbrega;
Felipe Nery de Brito Guerra;
Filomena de Brito Guerra;
Andrônico de Brito Guerra;
Luis Gonzaga de Brito Guerra Filho;
Maria Joana de Brito Guerra;
Eufrozina de Brito Guerra;
Eusebia de Brito Guerra;
José Calazans de Brito Guerra;

Atividades

Bacharel em ciências jurídicas e sociais em Olinda, turma de 1839;
Juiz municipal de Caicó e Acarí de 28-03 a 20-07-1843;
Juiz municipal de Assú, Santana do Matos e Angicos em 02-09-1843 e 17-04-1848;
Juiz de direito de Martins em 17-11-1851. Serviu de junho de 1852 a junho de 1858;
Juiz de direito em Assú de 18-09-1858 até 06-11-1873;
Deputado provincial nos biênios de 1842-43, 1846-47, 1856-57;
1° vice-presidente da província do RN em 20-07-1868;
Presidente da província do RN em 19-08-1868 a 01-09-1868;
Presidente Desembargador da Relação de Ouro Preto/MG 07-11-1873, 04-03-1882 e 20-06-1885;
Desembargador da Relação do Ceará 10-10-1885 a 23-10-1885;
Ministro do Supremo Tribunal de Justiça 23-03-1887 a 10-11-1888.

Títulos

Conselheiro por Carta Imperial de 02-04-1874;
Cavaleiro da Imperial Ordem da Rosa 20-02-1875;
Comendador da Imperial Ordem de Cristo 25-06-1881;
Barão do Assú “com grandeza” por Decreto Imperial de 17-11-1888 (Gabinete João Alfredo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário