domingo, 4 de março de 2018

Genealogia de Ruy Barbosa


Ruy Barbosa


Ruy Barbosa de Oliveira, natural de Salvador – BA, nasceu aos 5 de novembro de 1849 e faleceu aos primeiro de março de 1923, com 73 anos de idade. Jurista e político radicado no Rio de Janeiro, tornou-se conhecido pela defesa da tese brasileira da igualdade entre as nações realizada na Conferência de Paz, em Haia, em 1917. Homem de cultura e inteligência extraordinárias, foi também escritor e jornalista.

Casado no dia 23 de novembro de 1876 com Maria Augusta Viana Bandeira, nascida em Salvador-BA no dia 23 de outubro de 1855 e falecida no Rio de Janeiro-RJ no dia 27 de abril de 1948, com quem teve os seguintes filhos: Alfredo Ruy Barbosa, Maria Adélia Ruy Barbosa, Francisca Ruy Barbosa, Maria Luíza Vitória Ruy Barbosa e João Ruy Barbosa.

Teve amigos pessoais no Rio Grande do Norte, entre os quais Pedro Velho, Alberto Maranhão, Tavares de Lyra e Antônio de Souza. Os laços de amizade e confiança foram estreitados quando ocorreu uma disputa territorial entre o Ceará e o Rio Grande do Norte em 1901. Contratado pelo Senador Pedro Velho para defender os direitos do Rio Grande do Norte na chamada “Questão de Grossos”, Ruy Barbosa teve 15 dias para escrever a sua tese, valendo-se dos estudos e trabalhos publicados sobre o tema por Tavares de Lyra, Vicente de Lemos e Antônio de Souza. Em 1908, o Rio Grande do Norte venceu a questão, passando por outros votos do Supremo Tribunal Federal, sendo o último em 1920.

Ruy Barbosa virou nome de avenida em Natal e de município em 1963, numa justa lembrança ao homem que ajudou a fazer justiça e nos garantiu a posse de Grossos. Homenageio o ilustre estadista publicando a sua genealogia inédita. Os termos foram transcritos mantendo-se a ortografia original.

2- Pais de Ruy Barbosa:

João José Barbosa de Oliveira, natural de Salvador – BA, nascido aos 2 de julho de 1818 e falecido aos 28 de novembro de 1874 com 56 anos de idade, e Maria Adélia Barbosa de Almeida, natural de Salvador – BA, nascida aos 8 de agosto de 1818, primos em 2º grau.

Observação: João José Barbosa de Oliveira (Pai de Rui Barbosa) era primo legítimo de Luíza Clara Joaquina Barbosa (avó materna de Rui Barbosa), já que ambos eram netos do português Antônio Barbosa de Oliveira e de Ana Maria Barbosa.

3- Avós paternos de Ruy Barbosa:

Rodrigo Antônio Barbosa de Oliveira e Maria Soares Simas, naturais de Salvador – BA.

4- Avós maternos de Ruy Barbosa:

Caetano Vicente de Almeida e Luíza Clara Joaquina Barbosa.

5- Bisavós paternos de Ruy Barbosa:
5.1- Antônio Barbosa de Oliveira, natural da Freguesia de São Nicolau da cidade do Porto, nascido aos 04 de junho de 1728, batizado aos 10 de junho de 1728, e Ana Maria de Souza, natural da Freguesia da Sé de Salvador – BA, nascida aos 20 de abril de 1732, batizada aos 13 de maio de 1732, casados aos 27 de julho de 1750 na Freguesia da Sé de Salvador – BA (pais de Rodrigo Antônio Barbosa de Oliveira).

Termo de batismo de Antônio Barbosa de Oliveira:

Antonio, filho legitimo de Joseph Barbosa, e d esua mulher Barbara do Spirito Santo da fonte acima, nasceo aos coatro dias do mes de junho do anno de mil sete centos e vinte e oito, Baptizei-o áos des do dito mes e anno. Forao Padrinhos Goalter Gomes de Souza, e Dorothea Caethana, por procuração que fez a seu irmão João Gomes de Oliveira, e por vde fis este q asignei com as pesoas abaicho. Porto, dia mez e anno ut supra. Joseph Maria Godinho. Coadjutor João Gomes Nunes. Goalter de Horfans Soares. (Livro de Batizados (1713-1730) da Freguesia de São Nicolau, Conselho do Porto, Distrito do Porto, Portugal, p. 265v).

Termo de casamento de Antônio Barbosa de Oliveira e Ana Maria Barbosa:

Aos vinte e sete de Julho de mil setecentos, e sincoenta, de manhã, nesta Sé, feitas as denunciações na forma do Sagrado Concilio Tridentino nas Matrizes desta Cidade, aonde os Contrahentes são moradores, e ella natural, sem se descobrir impedimento, como consta das certidões dos banhos, e por hua sentença de solteiro do Contrahente do seu natural, passada pelo Muito Reverendo Doutor Juiz dos Casamentos Bernardo Germans de Almeida, o que tudo fica em meo poder, em prezença ,minha, sendo presentes por testemunhas Hyeronimo Pereira Sodré, e o Doutor Francisco Xavier Vaz Pinto, freguezes de São Pedro, e outras muitas pessoas conhecidas, se Receberao em face da Igreja solemnemente por palavras Antonio Barbosa de Oliveira, natural da Freguezia de Sam Nicolao da Cidade do Porto, filho legitimo de José Barbosa, e de Bárbara do Espírito Santo, com Anna Maria Barbosa, natural desta Sé, filha de Luís de Sousa, já defunto, e de Maria da Silva Barbosa, os contrahentes meus freguezes, e logo lhes dei as bençãos na forma do Rito e Cerimonias da Igreja, de que tudo fiz este assento, que por verdade assigney. O Cura Jorge Ferreira de Souza.

6- Bisavós maternos de Ruy Barbosa:

6.1- Caetano Vicente de Almeida e Joana Tereza de Jesus (pais de Caetano Vicente de Almeida).

6.2- Antônio Barbosa de Oliveira Filho, natural da Freguesia da Sé de Salvador – BA, batizado aos 31 de março de 1759, e Inácia Joaquina Soares de Oliveira Serpa, nascida aos 24 de maio de 1769, batizada aos 26 de julho de 1769, casados aos 15 de agosto de 1785 na Freguesia de Santana do Sacramento de Salvador – BA (pais de Luíza Clara Joaquina Barbosa).

Observação: O avô paterno (Rodrigo Antônio Barbosa de Oliveira) de Rui Barbosa de Oliveira era irmão do bisavô materno (Antônio Barbosa de Oliveira Filho) de Rui Barbosa de Oliveira.

7- Trisavós paternos de Ruy Barbosa:

7.1- José Barbosa Rios, natural da Freguesia de São Martinho de Sardoura, Conselho de Castelo de Paiva, Distrito de Aveiro, Portugal, batizado aos 28 de julho de 1699, e Bárbara do Espírito Santo, natural da Freguesia da Campanhã, Conselho do Porto, Distrito do Porto, nascida aos 04 de dezembro de 1695, batizada aos 08 de dezembro de 1695, casados aos 26 de abril de 1727 na Freguesia de São Nicolau, Conselho do Porto, Distrito do Porto, Portugal (pais de Antônio Barbosa de Oliveira).

Termo de batismo de José Barbosa Rios:

Aos vinte e oito dias do mez de Julho do Anno de mil seis sentos e novtª e nove annos, baptizei e pus os Santos Oleos a JOZEPH, fº de Izabel, solteira, moradora no lugar de Piquotas, e deo por Pay a Manoel Vellozo de S. Martinho: Forao P.D Bartholomeu Frs, o Novo, e Antonia em Piquotas, todos desta Fregª de Sam Martinho de Sardoira; fiz este assento na era ut supra. O Pe. Francisco Ribeyro. (Livro de Batizados (1683-1720) da Freguesia de São Martinho de Sardoura, Conselho de Castelo de Paiva, Distrito de Aveiro, Portugal, p. 26).

Termo de batismo de Bárbara do Espírito Santo:

BARBARA, filha de Estevam de Olivrª e de sua m.er Marinha Godinha, da Aldea da Noeda, naceo aos 4 de dezembro baptizou o Rdº Pe. Francº Frs Reitor poncionario de minha comissam. Foram padrinhos Bras de Almeida Ptº soltrº filho de Antº de Almdª Ptº do Padram de Velmont, e D. Izabel Mª Prestello Brandam desta frgª. Assistiram testªs Luis Ferreira de Macedo, e Pº soltrº de Godin, hoje 8 de dezbrº de 1695. O Rector Domingos Frs. Luís Ferrª Pº soltrº. (Livro de Batizados (1673-1712) da Freguesia de Campanhã, Conselho do Distrito do Porto, Portugal, p. 96).

Termo de casamento de José Barbosa Rios e Bárbara do Espírito Santo:

Aos vinte e seis dias do Mes de Abril do anno de mil sete centos vinte sete nesta Parochial Igreja de S. Nicolao desta Cidade do Porto pelas sinco horas da tarde contrahirão o sacramento do Matrimonio por palavras de prezente em minha prezença e das testemunhas abaixo com banhos correntes corridos onde hirão obrigados, e tudo na forma do Sagrado Concilio Tridentino, e Constituição deste Bispado, e sem impedimento algum, e juntamente apresentarao húa sentença de sua santidade, e breve de dispensassão no parentesco q entre os contrahentes abaixo havia de segundo grau de affinidade e forao julgadas as premissas diante do Ordinario de Braga e cumprida a dita Sentença pelo Muito Reverendissimo Senhor Governador deste Bispado do Porto de que foi Escrivão em Braga Manoel da Silva Teixeira, Notario Apostólico que serve de escrivão do Appostolico, e assignado pelo Muito Reverendo Agostinho Marques do Couto Provisor e Juiz Appostolico em que o julgou dispensados para poderem casar cuja sentença entreguei a contrahente e se assignou Jozé Barbosa Rios, filho de Manoel Veloso e de Isabel Barboza, solteira já defunta da Freguezia de São Martinho da Sardoura Bispado de Lamego com Bárbara do Espírito Santo, filha legitima de Estevão de Oliveira e de Maria Godinha da Freguesia de Campanhã deste Bispado, e viuva q ficou de Antonio Barboza Rios filho legitimo de Manoel Barbosa, já defunto, e de Clara Barbosa, da Freguesia de Santa Clara do Torrão deste Bispado, e o dito contrahenteassima era primo direito do primeiro marido da dita contrahente ficando parentes no segundo grau de affinidade e consanguinidade, e eu lhes assisti ao recebimento e os ditos contrahentes moradores na Fonte de Ouviera desta freguezia de São Nicolau, e fis este termo que assignei com os contrahentes e as testemunhas abaixo. Porto, dia Mez e anno ut supra. Jozé Maria Godinho. Coadjutor. Jozé Barbosa Rios, A rogo da Sobredita Policarpo da Costa Braga Como ttªs Goalter de Horfans Soares. Antonio Frs da Silva. Domingos Frrª. (Livro de Casamentos (1724-1743) da Freguesia de São Nicolau, Conselho do Porto, Distrito do Porto, Portugal, p. 33 e 33v).

7.2- Luiz de Souza e Vasconcelos, natural da Freguesia de Santo Antônio do Além Carmo da Bahia, batizado aos 09 de junho de 1708, e Maria da Silva Barbosa, natural da Freguesia de Santa Sé da Bahia, batizada aos 04 de novembro de 1705, casados aos 19 de janeiro de 1728 na Igreja de Santa Misericórdia de Salvador – BA (pais de Ana Maria de Souza).

8- Trisavós maternos de Ruy Barbosa:

8.1- João Vicente de Almeida e Francisca de Siqueira (pais de Caetano Vicente de Almeida).

8.2- Tomé de Abreu e Maria Quaresma Antunes (Pais de Joana Tereza de Jesus).

8.3- Antônio Barbosa de Oliveira, natural da Freguesia de São Nicolau da cidade do Porto, e Ana Maria de Souza, natural da Freguesia da Sé de Salvador – BA (pais de Rodrigo Antônio Barbosa de Oliveira Filho).

8.4- João Soares Nogueira, Capitão de Infantaria do Primeiro Regimento, natural da Freguesia de São Pedro Velho, batizado aos 04 de dezembro de 1731, e Joana Teodora de Oliveira Serpa, natural da cidade da Bahia, batizada aos 25 de julho de 1750, casados aos 25 de agosto de 1767 na Matriz de Santo Antônio de Além do Carmo (pais de Inácia Joaquina Soares de Oliveira Serpa).

9- Tetravós paternos de Ruy Barbosa:

9.1- Manoel Veloso e Isabel Barbosa, solteira, batizada aos 04 de agosto de 1672, naturais de Aveiro, Portugal (pais de José Barbosa Rios).

Termo de batismo de Isabel Barbosa:

Aos coatro de agosto de 1672 Baptizei eu o Pe. Antonio de Oliva a Isabel, fª de M.el Frs Pedreiro e de sua m.er Mª Barboza. Forao PadrinhosAntonio Mendes de S. Martº e Izabel, fª de Mª Duarte de Picotas era ut supra. O Pe. Antº de Oliva. (Livro de Batizados (1624-1698) da Freguesia de São Martinho de Sardoura, Conselho de Castelo de Paiva, Distrito de Aveiro, Portugal, p. 38).

9.2- Estevão de Oliveira, natural do lugar da Oliveira, Freguesia de Santo Adriam do Sul, Distrito de Viseu, Portugal, e Marinha Godinha, natural da Freguesia da Campanhã, Conselho do Porto, Distrito do Porto, Portugal, casados aos 05 de junho de 1689 na Freguesia de Campanhã (pais de Bárbara do Espírito Santo).

Termo de casamento de Estevão de Oliveira e Marinnha Godinha:

Estevão de Oliveira, filho de Diogo de Oliveira e de Maria de Figueiredo, não cazados, moradores que foram na Fregª de Sancto Adrian do sul do lugar de Olivrª do Bispado de Viseu, com Marinha Godinha, filha de Domingos Pereira da Cruz, da Cidade de Lamego, e de Maria Godinha, moradora na Fregª de Sancta Maria da Campanhã na Aldea da Noeda, não cazados deste Bispado do Porto, feitas todas as diligencias de parte a parte sm impedimtº se receberam em minha prezença e das testemunhas André Mis da Noeda e Martinho Gomes, e Dºs Martins, André Ribrº e Dºs Glz, todos de Noeda hoje 5 de junho de 1689. O Reytor Domingos Frs. (Livro de Casamentos (1675-1722) da Freguesia da Campanhã, Conselho do Porto, Distrito do Porto, Portugal, p.235 e 235 v).

9.3- Antônio Jorge, natural da Freguesia de Lordelo do Ouro, Conselho do Porto, Distrito do Porto, e Maria da Costa, natural do Estado da Bahia (pais de Luiz de Souza e Vasconcelos).

9.4- José da Costa Barbosa, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação do Passe de Candeias – BA, e Paula de Faria da Silva, natural da Freguesia de São Salvador de Moreira, Conselho da Maia, Distrito do Porto (pais de Maria da Silva Barbosa).

10- Tetravós maternos de Ruy Barbosa:

10.1- José Barbosa Rios e Bárbara do Espírito Santo, naturais de Portugal (pais de Antônio Barbosa de Oliveira).

10.2- Luiz de Souza e Vasconcelos e Maria da Silva Barbosa (pais de Ana Maria de Souza).

10.3- Cristovão Soares Nogueira, natural da Freguesia de Santa Maria Madalena de Seixo, Conselho de Sernancelhe, Distrito de Viseu, batizado aos 22 de agosto de 1699, e Antônia Isidora Rodrigues, natural da Freguesia de São Pedro Velho da cidade da Bahia, batizada aos 16 de setembro de 1709 (pais de João Soares Nogueira).

10.4- Luiz de Souza Guimarães, que era natural da Freguesia de Nossa Senhora da Oliveira, Distrito de Guimarães, Portugal, e Tereza Maria de Freitas, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Praia de Salvador – BA, casados aos 14 de novembro de 1741 no Oratório de Recolhimento da Santa Casa de Misericórdia de Salvador – BA (pais de Joana Teodora de Oliveira Serpa).

11- Pentavós paternos de Ruy Barbosa:

11.1- Manoel Fernandes e Maria Barbosa, casados aos 28 de agosto de 1663 na Freguesia de São Martinho de Sardoura, Conselho de Castelo de Paiva, Distrito de Aveiro, Portugal (pais de Isabel Barbosa).
Termo de casamento de Manoel Fernandes e Maria Barbosa:

Em os vinte e outo dias do mes de Agosto de 663 annos se receberam em minha prezença M.el Frs filho de Melchior Frs e de sua molher Catrina João, da frgª de Moreira, Bispado do Porto, com Maria Barboza, filha de M.el Barbosa e de Isabel Prª da frgª de S. Martinho, Bispado de Lamego, estando presentes tres tªs e mais prezentes estavao por pessoas na verdade fis este Asento na verdade oje dia mes era ut supra. O Pe. Cura Balthasar Velho. (Livro de Casamentos (1624-1698) da Freguesia de São Martinho de Sardoura, Conselho de Castelo de Paiva, Distrito de Aveiro, Portugal, p. 53v).

11.2- Diogo de Oliveira e Maria de Figueiredo, solteiros, naturais de Portugal (pais de Estevão de Oliveira).

11.3- Domingos Pereira da Cruz, natural de Lamego, Distrito de Viseu, Portugal, e Maria Godinho, natural da Freguesia da Campanhã, Conselho do Porto, Distrito do Porto, solteiros (pais de Marinha Godinho).

11.4- Agostinho Jorge e Margarida Antônia, naturais de Portugal (pais de Antônio Jorge).

11.5- Pedro de Molim (pai de Maria da Costa).

12- Pentavós maternos de Ruy Barbosa:

12.1- Manoel Veloso e Isabel Barbosa, solteira, naturais de Aveiro, Portugal (pais de José Barbosa Rios).

12.2- Estevão de Oliveira e Marinha Godinha, naturais de Portugal (pais de Bárbara do Espírito Santo).

12.3- João Soares e Luíza Gomes, naturais de Portugal (pais de Cristovão Soares Nogueira).

12.4- Sargento Mor Francisco Rodrigues e Maria do Ó Correia e Azevedo (pais de Antônia Isadora Rodrigues).

12.5- Mateus Fernandes e Margarida Machado, naturais de Guimarães, Portugal (pais de Luiz de Souza Guimarães).

12.6- Luiz Carneiro de Freitas e Caetana Maria de Oliveira (pais de Tereza Maria de Freitas).

13- Hexavós paternos de Ruy Barbosa:

13.1- Melchior Fernandes e Catarina João, casados aos 23 de janeiro de 1633 na Freguesia de Moreira, Conselho da Maia, Distrito do Porto, Portugal (pais de Manoel Fernandes).

Termo de casamento de Melchior Fernandes e Catarina João:

Em os vinte e tres dias de janeiro de 1633 se receberao em presença do Pe. Frcº da Costa nesta Igreja de Salvador de Mrª na forma do Sagrado Concilio Trid. Melchior Frs, fº de M.el Dias e de Phelipa Frs já defunta da Frgª de São Martinho de Avis com Caterina João, fª de João Frcº e de Mª João da aldea da Carvalhida, tªs Eu Dºs da Silva Cura nesta Igreja, e Pallos Frs Agostinho fº de João Mrª, Paulo fº de Pallos Frs e outras mtªs dia mes e anno ut supra. Dºs da Silva. (Livro de Casamentos (1608-1653) da Freguesia de Moreira, Conselho da Maia, Distrito do Porto, Portugal, p. 171v).

13.2- Manoel Barbosa e Isabel Pereira (pais de Maria Barbosa).

14- Heptavós paternos de Ruy Barbosa:

14.1- Manoel Dias e Felipa Fernandes (pais de Melchior Fernandes).

14.2- João Francisco e Maria João (pais de Catarina João).


Nenhum comentário:

Postar um comentário