quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Descendência de João Paulino Pinto de Aguiar e Maria Felismina da Silva

Rara fotografia do Padre João Paulino Pinto de Aguiar. Acervo do Instituto Tavares de Lyra


 A história social de muitas cidades do Rio Grande do Norte está marcada pela presença de padres, antigos vigários das freguesias, homens que dignificaram o ministério sacerdotal ao defenderem as causas sociais de suas épocas, como a abolição da escravatura, a causa republicana, política de fronteiras e mesmo da seca. Muitos alinharam aos trabalhos de Deus, paixões arrebatadoras, e deixaram descendências que se fazem presentes no nosso meio até a atualidade.

 

Um desses padres chamou-se João Paulino Pinto de Aguiar. Viveu toda a sua existência – excetuando o período de seus estudos no Seminário de Olinda - na cidade de São José de Mipibu.

Pouco ficou sobre a vida do padre João Paulino. Monsenhor Severino Bezerra traçou-lhe valioso e rápido perfil, em seu livro Levitas do Senhor. O escritor Luís da Câmara Cascudo estudando São José do Mipibu, relembra alguns traços do antigo levita, no livro das Velhas Figuras. Igualmente o mipibuense Pedro Freire, recolheu dados importantíssimos acerca do padre João Paulino, senhor do engenho Canadá.

 

João Paulino Pinto de Aguiar era natural de São José de Mipibu, no Rio Grande do Norte, nascido no ano de 1812 e falecido aos 30 de dezembro de 1878, com 66 anos de idade, na mesma cidade, morador que foi no seu engenho Canadá. Segundo monsenhor Severino Bezerra, a sua vida de padre foi toda só em São José de Mipibu, pouco exercendo o seu sacerdócio, uma vida quase alheia ao sacro ministério. Nos documentos oficiais da igreja, encontramos o padre João Paulino celebrando missas, batizados, matrimônios e encomendando defuntos em São José, Arez, Papari e Natal. A sua ordenação sacerdotal deve ter sido em 1846, em Olinda, porque em 1843 não era padre, testemunha Severino Bezerra e continua, não teve nomeação nenhuma em São José de Mipibu e em paróquia alguma encontramos o seu nome exercendo o ministério paroquial, dando a entender a sua preferência como sacerdote avulso.

 

O padre João Paulino Pinto de Aguiar faleceu em consequência de graves queimaduras por todo o seu corpo, provenientes do mel em processo de fervura, ocasionadas por um acidente ocorrido nas dependências de seu próprio engenho. O cônego Gregório Ferreira Lustosa confessou-o e ministrou a extrema unção. Seu sepultamento foi realizado no cemitério local, acompanhado por conterrâneos e de aproximadamente 30 sacerdotes do clero norte-rio-grandense.

 

No arquivo da cúria de Natal, existem os antigos livros de óbitos referentes a São José de Mipibu, especificamente o de número 1, folha 88, número 848, está o termo de óbito do padre João Paulino:

 

Aos trinta de dezembro de mil oitocentos e setenta e oito, no cemitério desta cidade sepultou-se, sendo encomendado solenemente, o Padre João Paulino Pinto de Aguiar, de idade de sessenta e seis anos, morador em seu engenho Canadá. Morreu queimado, sendo confessado e ungido. Cônego Vigário Gregório Ferreira Lustosa.

 

No ano de 1854, Antônio Bernardo Passos, presidente da província, em fala à Assembleia Provincial, apresentava em relatório anexo, datado de 09 de maio de 1854, o mappa dos engenhos de moendas de ferro e engenhocas da comarca do Natal, da Província do Rio Grande do Norte, no qual a cidade de São José de Mipibu possuía 11 engenhos com moenda de ferro e 21 engenhos com moendas de pau. O número de escravos chegava a 324, o maior da então província, o que corrobora para o entendimento de ser São José o maior centro açucareiro do Rio Grande do Norte, naquela época. O engenho Canadá, pertencente ao padre João Paulino, possuía 82 escravos trabalhando no cultivo do açúcar. Por volta de 1930, o engenho Canadá foi adquirido pela família Araújo Costa, que passou a produzir também a cachaça Canadá, interrompida na década de 1950.


Aspecto atual o antigo engenho, hoje fazenda Canadá. Foto: Daltro Emerenciano.

 

As mulheres dessa quadra da nossa história costumam, invariavelmente, aparecer secundariamente. Contudo, sobre Maria Feslimina da Silva, senhora do engenho Canadá e companheira do padre João Paulino, encontramos a seguinte notícia publicada em jornal recifense, que transcrevemos a seguir:

 

DIÁRIO DE PERNAMBUCO DE SEXTA-FEIRA, 28 DE NOVEMBRO DE 1873. ANO XLIX, NÚMERO 274. p. 1.

 

Rio Grande do Norte

Em 24 do corrente escreve nosso correspondente da capital:

Há mais de dois meses, corria nesta capital a notícia de haver sido barbaramente surrada na cidade de São José de Mipibu a escrava Maria Pinheiro, pertencente ao padre João Paulino Pinto de Aguiar.

Os protetores da família desse sacerdote, e pessoas altamente colocadas em posições oficiais daquela cidade, empregaram todos os meios, ainda os mais torpes para ocultar a verdade do fato, e desta arte embaraçar a autoridade pública nas diligências tendentes ao descobrimento do delito e de seus autores.

O Sr. Dr. chefe de polícia, não recuou ante os embaraços e dificuldades que lhe foram criados por semelhantes protetores.

Demitiu um seu delegado, que se mostrava omisso ao cumprimento de seus deveres, e nomeou para substituí-lo o capitão Fócio Joaquim do Rego Barros, que acabava de desempenhar igual comissão na cidade de Mossoró.

Com essa acertada e enérgica providência conseguiu aquele distinto magistrado arrancar do engenho Canadá, propriedade do reverendo João Paulino, a escrava ofendida, pobre e mesquinha criatura, vitima da ferocidade da mãe dos filhos daquele ministro do Senhor.

Comparecendo em juízo aquela infeliz, depois de procedido o competente corpo de delito, foi interrogada e fez declarações bem comprometedoras.

O castigo que se lhe foi infligido foi com efeito bárbaro e cruel.

Assim o denunciam as contusões, as cicatrizes, esses medonhos vestígios, que foram observados por todo o corpo e até pelas partes pudendas da ofendida, que disse ter sofrido todas essas torturas, atada de mãos e um ganho de armar rede, ficando suspensa pelas pontas dos pés!

Disse mais que sua senhora excedera-se tanto nesse castigo, ficara tão furiosa, que, horas depois, fora acometida de um ataque de congestão, de que lhe resultou a morte!

Consta que a ofendida foi posta à disposição do Dr. juiz municipal do termo de S. José, para manda-la por em depósito, dando-se-lhe curador para intentar em seu favor a competente ação de liberdade, atentas as sevicias, que sofrera, e mesmo por se achar compreendida na disposição do art. 8º, §9º da Lei n. 2040 de 28 de setembro de 1871, combinado com o art. 19 do regulamento n. 4.835 de primeiro de dezembro do mesmo ano e art. 87, §2º do regulamento que baixou com o decreto n. 5.135, de 13 de novembro de 1872.

 

Pela notícia fica claro a agressão sofrida pela escrava Maria Pinheiro, em castigo imposto por Maria Felismina, que, dos atos decorrentes acabou falecendo naquele mesmo ano de 1873, sendo a escrava resgatada e posta em depósito com um curador. Certamente teve a sua merecida liberdade. Para nós, fica a dúvida do que originou tão arrebatados maus tratos que para uma foi a libertação para a vida eterna e para a outra a liberdade terrena.

 

A família do padre João Paulino Pinto de Aguiar teve membros destacados na então vila de São José de Mipibu. Ele era filho de Inácio da Rocha de Azevedo Pinto, natural de São José de Mipibu/RN, nascido por volta de 1790 e falecido aos 13 de junho de 1846, com 56 anos de idade, e de Adriana Maria Clarinda de Aguiar, natural de Goianinha/RN.

 

O seu pai, capitão Inácio da Rocha de Azevedo Pinto, foi o primeiro presidente da Câmara Municipal de São José de Mipibu, ocupando o quatriênio de 14 de junho de 1829 até 7 de janeiro de 1833. E o próprio padre João Paulino Pinto de Aguiar ocupou a função de presidente da Câmara de São José de Mipibu de 07 de janeiro de 1849 a 7 de janeiro de 1853. Durante a sua gestão ocorreu a epidemia de febre Amarela, que durou dez meses, desde setembro de 1850 a junho de 1851. Através da Lei n. 240 de 26-1-1852, foi concedido um auxílio importante para às obras na matriz de Santana e São Joaquim, no valor de 400$000.

 

Informa o escritor mipibuense Gilberto Guerreiro Barbalho que, nessa legislatura o município perdeu parte de seu território com a elevação à categoria de vila, sob a denominação de vila imperial de Papari, a povoação do mesmo nome.

 

Uma irmã de João Paulino Pinto de Aguiar, de nome Francelina Carolina de Aguiar, nascida por volta de 1826 e falecida aos 02 de setembro de 1902, com 76 anos de idade, em São José de Mipibu, foi casada com o professor de Latim José Ribeiro Dantas, que foi o vereador mais votado (563 votos) no período de 1-1-1845 a 7-1-1849, ocupando posteriormente a presidência da Câmara de São José de Mipibu do período de 1861 a 1865.

 

A sua mãe, Adriana Maria Clarinda de Aguiar, era filha de Pantaleão de Aguiar e de Ana Maria de Santa Helena, e dos seus irmãos se tem conhecimento de Domingos de Aguiar, que casou com Joana Francisca, e Manoel Hipólito do Sacramento, que se mudou para a região de Carnaúba dos Dantas/RN, onde casou às 10 horas do dia 03 de julho de 1804, na fazenda da Carnaúba com Maria Joaquina da Conceição, nascida por volta de 1787, na região de Carnaúba dos Dantas/RN e falecida aos 04 de abril de 1832, com 44 anos de idade, na mesma localidade, filha do tenente – coronel Caetano Dantas Correia, segundo do nome, e da primeira esposa Luzia Maria do Espírito Santo.

 

Apesar de Manoel Hipólito do Sacramento ter deixado em definitivo a região de Goianinha/RN, por problemas pessoais, para residir na região do Seridó/RN onde casou e constituiu família numerosa de 14 filhos e onde terminou os seus dias de vida, ele manteve algum contato com membros de sua família que habitavam nas regiões de Goianinha e São José de Mipibu, que foram os seus irmãos Domingos de Aguiar e Adriana Maria Clarinda de Aguiar, os quais foram padrinhos de batismo de alguns dos filhos de Manoel Hipólito do Sacramento, conforme será informado a seguir.

 

O casal Inácio da Rocha de Azevedo Pinto e a sua esposa Adriana Maria Clarinda de Aguiar (pais de João Paulino Pinto de Aguiar) passaram uma procuração para que fossem os padrinhos de batismo aos 08 de setembro de 1825, de Estevão Severino Dantas, nascido aos 02 de setembro de 1825, filho de Manoel Hipólito do Sacramento e de Maria Joaquina da Conceição.

Lembrando que Manoel Hipólito do Sacramento colocou em uma filha o nome de Adriana (Adriana Rosalina da Conceição, que foi a avó paterna do músico Felinto Lúcio Dantas), possivelmente o nome Adriana foi dado em homenagem a tia paterna Adriana Maria Clarinda de Aguiar, esposa de Inácio da Rocha de Azevedo Pinto, e que também Manoel Hipólito do Sacramento colocou em um filho o nome Inácio (Inácio José do Nascimento, tetravô materno de Bruno Giovanni Medeiros de Oliveira, autor do Blog do BG) em homenagem ao capitão Inácio da Rocha de Azevedo Pinto que era tio-afim, já que este era casado com Adriana Maria Clarinda de Aguiar, irmã de Manoel Hipólito do Sacramento.

 

A seguir a relação dos filhos do casal Manoel Hipólito do Sacramento e de Maria Joaquina da Conceição para informar que devido aos problemas pessoais do pai Manoel Hipólito do Sacramento na região de Goaininha/RN, nenhum dos filhos se assinou com o sobrenome Aguiar, já que era a família paterna de Manoel Hipólito do Sacramento, e os filhos se assinaram apenas com o sobrenome Dantas da família materna. O próprio Manoel Hipólito não quis se assinar com nenhum sobrenome de sua família, adotando para si um sobrenome religioso (Sacramento). Não iremos aqui tratar da descendência do casal Manoel Hipólito do Sacramento e Maria Joaquina da Conceição, já que colocaremos apenas o nome dos filhos, pois o que interessa nesse artigo é apresentar a descendência, na medida do possível, de João Paulino Pinto de Aguiar.

 

Filhos de Manoel Hipólito do Sacramento e de Maria Joaquina da Conceição:

1- Manoel Hipólito do Sacramento Júnior, nascido em 17 de abril de 1805 e falecido aos 26 de agosto de 1846, com 31 anos de idade, batizado aos 1º de maio de 1805, na fazenda Carnaúba pelo padre Francisco de Brito Guerra, sendo padrinhos os avós maternos tenente coronel Caetano Dantas Correia Filho e Luzia Maria do Espírito Santo.

Manoel Hipólito do Nascimento casou às 10 horas do dia 28 de abril de 1828 na Capela de Nossa Senhora da Guia do Acari com Maria Ana de Jesus, filha de Antônio Alves dos Santos e de Vicência Maria de Santana. O celebrante foi o Pe. Manoel Teixeira da Fonseca e as testemunhas foram Manoel de Azevedo Barros e Joaquim José Dantas, casados.

2- Joaquim José Dantas, nascido em 25 de setembro de 1806, batizado aos primeiro de novembro de 1806 na capela de Nossa Senhora da Guia do Acari pelo Pe. Manoel Teixeira da Fonseca. Os padrinhos foram Domingos de Aguiar e Ana Dantas Pereira, casados.

Joaquim José Dantas casou em primeiro matrimônio às 11 horas do dia 22 de outubro de 1832, na fazenda Flores com a prima legítima Maria Joaquina dos Santos, filha de Antônio Dantas Correia e de Ana Lourença Justiniana. O casamento foi celebrado pelo Pe. Manoel Cassiano da Costa Pereira, e as testemunhas foram João Gomes da Silva e Sebastião Francisco Dantas.

Joaquim José Dantas casou em segundo matrimônio às 9 horas do dia 29 de outubro de 1850, no sítio da Carnaúba em Acari com Josefa Maria do Espírito Santo, filha de Manoel Antônio de Azevedo e Luzia Maria do Espírito Santo. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, e as testemunhas foram Manoel Dantas da Silva e André Paulino Dantas.

 

NOTA: Joaquim José Dantas e sua segunda esposa Josefa Maria do Espírito Santo foram os avós maternos do músico Felinto Lúcio Dantas.

3- Joaquina Maria da Conceição, que casou às 10 horas do dia 09 de outubro de 1826, na capela do Acari com Manoel de Azevedo Barros, já viúvo de Joaquina Francisca, e filho de Antônio José de Barros e de Isabel Ferreira de Mendonça. O casamento foi celebrado pelo Pe. Manoel da Silva Ribeiro e as testemunhas foram o avô materno tenente coronel Caetano Dantas Correia e Vicente Borges.

4- João José Dantas, nascido por volta de 1810 e falecido no final de 1897, casou em primeiro matrimônio com a prima legítima Inês Manoela da Anunciação, nascida aos 21 de janeiro de 1816 e falecida em 1º de fevereiro de 1871, com 55 anos de idade, filha de Felipe de Araújo Pereira e de Josefa Maria do Espírito Santo, mas não deixou descendência com a primeira esposa.

João José Dantas casou em segundo matrimônio com Vicência Maria do Espírito Santo, nascida por volta de 1829 e falecida aos 14 de outubro de 1901, com 72 anos de idade no lugar Carnaúba.

NOTA: João José Dantas e sua segunda esposa Vicência Maria do Espírito Santo foram os pais do músico Antônio Pedro Dantas, Tonheca Dantas.

5- Maria José do Nascimento, nascida em 15 de setembro de 1814 e falecida a 17 de dezembro de 1885, com 71 anos de idade, batizada aos 30 de outubro de 1814 na capela de Acari pelo Pe. André Vieira de Medeiros. Os padrinhos foram o capitão Francisco Gomes da Silva e sua filha Joana Francisca de São José.

Maria José do Nascimento casou às 10 horas do dia 09 de novembro de 1835, no Sítio Carnaúba, com o primo legítimo Manoel Maria de Medeiros, nascido provavelmente em 1798 e falecido em 23 de setembro de 1889, com 91 anos de idade, já viúvo de Isabel Maria da Conceição, e filho de João Crisóstomo de Medeiros e de Francisca Xavier Dantas. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas Antônio Dantas Correia e Joaquim José de Azevedo.

6- Ana Alexandrina de Jesus, nascida em 28 de março de 1816 e falecida em 12 de junho de 1854, com 38 anos, batizada aos 14 de abril de 1816 na capela do Acari pelo Pe. André Vieira de Medeiros, sendo padrinhos foram Pedro José Dantas e Francisca Xavier, solteiros.

Ana Alexandrina de Jesus casou às 08 horas do dia 19 de novembro de 1849, no sítio da Carnaúba, com Antônio Marcelino Dantas, nascido em 18 de junho de 1804, já viúvo de Manoela Maria do Nascimento, e filho de Simplício Francisco Dantas e da segunda esposa e sobrinha Ana Francisca de Medeiros. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas José de Azevedo Dantas e José Esteves do Nascimento.

7- André Paulino Dantas, nascido em 02 de julho de 1819 e falecido aos 23 de abril de 1893, com 74 anos de idade, batizado aos 15 de julho de 1819 na capela do Acari pelo Pe. André Vieira de Medeiros, sendo padrinhos de batismo Caetano Dantas de Medeiros e Maria Manoela da Ressurreição.

 

André Paulino Dantas casou às 9 horas do dia 16 de setembro de 1846 no sítio da Carnaúba da freguesia de Nossa Senhora da Guia de Acari/RN com Maria Joaquina da Conceição, falecida aos 06 de outubro de 1897, com 78 anos, viúva de Francisco Gomes da Silva, e filha de Manoel da Silva Ribeiro e de Bárbara de Medeiros Rocha. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas José Esteves do Nascimento e Joaquim José Dantas.

8- José Esteves do Nascimento, que casou em primeiro matrimônio às 09 horas do dia 04 de fevereiro de 1840, no Sítio São Pedro, com a prima Luzia Zeferina de Medeiros, nascida em 20 de novembro de 1817 e falecida em 29 de julho de 1851, com 33 anos de idade, filha de João Crisóstomo de Medeiros Júnior e de Joana Maria da Conceição. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas Joaquim José Dantas e José Martins de Medeiros.

 

José Esteves do Nascimento casou em segundas núpcias às 09 horas do dia 07 de janeiro de 1856, no sítio Salgadinho em Acari/RN, com a sobrinha Ana Marcolina de Medeiros, filha de Joaquim José Dantas e da primeira esposa Maria Joaquina dos Santos, o celebrante foi o padre Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas João José Dantas e André Paulino Dantas.

 

9- Luzia Senhorinha da Conceição, que casou às 9 horas do dia 24 de novembro de 1842, no sítio Carnaúba em Acari/RN, com Rodrigo de Araújo Pereira, filho de Francisco dos Santos Lima e de Maria Joaquina de Vasconcelos. O casamento foi celebrado pelo padre Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas André de Araújo Pereira e Joaquim Torres de Medeiros.

 

10 - Antônio José do Sacramento, que casou às 10 horas do dia 11 de janeiro de 1844, no sítio Água Doce em Acari/RN com Francisca Xavier do Nascimento, filha de Manoel José Dantas e de Maximiana Maria da Conceição. O casamento foi celebrado pelo padre Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas Manoel de Medeiros Dantas e José Esteves do Nascimento.

 

11- Inácio José do Nascimento, nascido em 16 de junho de 1822, batizado aos 02 de julho de 1822, na fazenda da Carnaúba pelo padre Inácio Gonçalves Melo, sendo padrinhos Francisco Freire de Medeiros, casado, e Antônia Maria da Conceição, solteira. Inácio casou por volta de 1848, com Maria Honorata da Anunciação, nascida em 15 de agosto de 1830, filha de Silvestre Garcia do Amaral e de Ana Vitorina dos Santos.

 

NOTA: Inácio José do Nascimento foi o tetravô (Quarto avô) materno de Bruno Giovanni Medeiros de Oliveira, autor do conhecido Blog do BG.

12- Estevão Severino Dantas, nascido aos 02 de setembro de 1825, foi batizado aos 08 de setembro de 1825, na capela do Acari pelo padre Manoel da Silva Ribeiro, sendo padrinhos Inácio da Rocha de Azevedo Pinto e a esposa Adriana Clarinda de Aguiar (pais de João Paulino Pinto de Aguiar, que foi vigário de São José de Mipibu/RN), por procuração que apresentaram Manoel de Medeiros e Isabel Maria. Estevão casou aos 04 de agosto de 1849, na capela de Nossa Senhora da Conceição de Jardim do Seridó/RN com Ana Rosa da Cunha Lima, nascida aos 27 de novembro de 1827, batizada aos 14 de dezembro de 1827, filha de Manoel José da Cunha, segundo do nome, e de Antônia de Deus Bezerra. O casamento foi celebrado pelo padre Matias Fernandes Ribeiro, sendo testemunhas Antônio da Cunha Lima e André Paulino Dantas.

 

13- Adriana Rosalina da Conceição, nascida em 04 de maio de 1828, batizada aos 13 de junho de 1829, na fazenda da Carnaúba pelo Pe. Manoel José Fernandes, sendo padrinhos Manoel de Azevedo e Joana Francisca, solteiros. Adriana casou aos primeiro de julho de 1848, no sítio da Carnaúba com Estevão José de Macedo, nascido em 1835 em Cuité/PB e falecido aos 25 de dezembro de 1896, com 61 anos de idade, filho de Alexandre José de Macedo e de Maria José da Conceição. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas Antônio Dantas Correia e Inácio Alves Casado.

NOTA: Adriana Rosalina da Conceição foi a avó paterna do músico Felinto Lúcio Dantas.

14- Joana Maria da Conceição, nascida aos 11 de novembro de 1829, batizada aos 21 de dezembro de 1829, pelo Pe. Manoel Cassiano da Costa Pereira, sendo padrinhos de batismo Domingos de Aguiar e a esposa Joana Francisca. Joana casou às 7 horas do dia 19 de novembro de 1847 no Sítio da Carnaúba em Acari/RN com João da Cruz Dantas, nascido aos 28 de novembro de 1821, batizado aos 31 de dezembro de 1821, filho de Manoel José Dantas, o Manoelzinho do sítio Água Doce, e de Maximiana Maria da Conceição. O casamento foi celebrado pelo Pe. Tomaz Pereira de Araújo, sendo testemunhas José de Azevedo Dantas e José Esteves do Nascimento.

 

Voltemos ao objeto da nossa pesquisa. O padre João Paulino Pinto de Aguiar mesmo exercendo as suas funções eclesiásticas em São José de Mipibu/RN, permaneceu solteiro, mantendo uma união estável com Maria Felismina da Silva, filha natural do português Bernardo Ferreira da Silva com Adriana, que era solteira, e que dessa união nasceram 16 filhos, mas dois deles faleceram na infância, pois o testamento cita 14 filhos.

Trecho do inventário do Padre João Paulino Pinto de Aguiar que cita o nome de seus filhos.

 

No testamento de João Paulino Pinto de Aguiar datado de 24 de dezembro de 1878, consta as seguintes informações, sendo transcrito parcialmente:

 

Este é o meu testamento e última vontade: Declaro que sou natural desta Freguesia de Sant ´Anna e São Joaquim da cidade de São José de Mipibu, filho legitimo do Capitão Ignácio da Rocha de Asevedo Pinto e Dona Adriana Clarinda de Aguiar. Declaro que me acho doente de cama, proveniente de uma queimadura que me atingiu as mãos, e as pernas, mas em perfeito estado e em completo uso de minhas faculdades. Declaro que sou solteiro, e que por fraqueza tive de Maria Felismina da Silva quartoze filhos a saber: Dona Maria Carolina de Aguiar Nascimento, casada com Vicente Ferreira de Góes Lira, João Paulino Pinto de Aguiar Junior, Dona Thereza Leopoldina de Aguiar Paula, casada com Agricio de Paula Barbosa, Anna Elvira de Aguiar Nascimento, casada com Manoel Antonio do Nascimento, Dona Isabel Augusta de Aguiar, solteira, Ignacio Pinto de Aguiar, solteiro, Dona Francisca Cândida de Aguiar, solteira, Adriana Adélia de Aguiar, solteira … os quais reconheço que são meus filhos, e como tais instituo por meus universais herdeiros, e não tenho ascendentes. Declaro que já dei a minha filha Maria Carolina de Aguiar Lira uma morada de casas na rua denominada Largo da Cadeia da Cidade de São José de Mipibu, e uma escrava por nome Quitéria. (…) Testamento de última vontade do testador (...) João Paulino Pinto de Aguiar feito e aprovado em vinte e quatro de dezembro de mil oito centos e setenta e oito.

 

Descendência parcial de João Paulino Pinto de Aguiar e Maria Felismina da Silva:

 

1 (Filha) – Maria Carolina de Aguiar, natural de São José de Mipibu/RN, nascida em 1850 e falecida aos 23 de agosto de 1939, com 89 anos de idade, em Natal/RN, contraiu matrimônio aos 12 de setembro de 1868, na matriz de São José de Mipibu com Vicente Ferreira de Góes Lira, nascido por volta de 1850 e falecido aos 21 de novembro de 1908, com 58 anos, filho do professor José Graciano de Góes Lira, nascido por volta de 1802 e falecido aos 29 de dezembro de 1876, com 74 anos de idade, em São José de Mipibu/RN, e de Felipa Monteiro de Souza, falecida aos 08 de junho de 1867, neto paterno de Gabriel Barbosa de Góes Lira e de Joana Francisca Barbosa, e neto materno de Cipriano José Romeiro e de sua primeira esposa Felipa Monteiro de Souza.

Termo de óbito de Maria Carolina onde aparece o nome de seu pai.

 

Vicente Ferreira de Góes Lira e Maria Carolina de Aguiar foram pais de:

 

1.1- (NETA) – Maria Lira, nascida aos 08 de abril de 1870, falecida na infância.

 

1.2- (NETO) João Alfredo de Lira, natural de São José de Mipibu, nasceu em 01 de abril de 1872, batizado em 07 de abril de 1872 e falecido em 29 de setembro de 1942, com 70 anos em Natal, casou aos 22 de abril de 1899, na matriz de São José de Mipibu com a prima legítima Elcides Elisa de Lira, natural de São José de Mipibu, nascida aos 26 de março de 1879 e falecida aos 07 de setembro de 1955, com 76 anos, filha de Modesto Ernesto de Góes Lira, nascido aos 12 de fevereiro de 1853 e falecido em 21 de abril de 1919, com 66 anos, e de Joana Felismina de Medeiros, nascida em 1862 e falecida aos 03 de outubro de 1930, com 68 anos, casados aos 04 de setembro de 1875, no engenho Pavilhão em Nísia Floresta/RN, neta paterna do professor José Graciano de Góes Lira, nascido por volta de 1802 e falecido aos 29 de dezembro de 1876, com 74 anos, e de Felipa Monteiro de Souza, segunda do nome, natural do Assu/RN, e neta materna do tenente coronel Trajano Leocádio de Medeiros Murta, nascido por volta de 1807 e falecido aos 22 de maio de 1867, com 60 anos em Nísia Floresta/RN, e da segunda esposa Joana Francisca da Conceição.

 

1.2.1 (BISNETO) – Maurilo Lira, natural de Natal/RN, nascido aos 02 de abril de 1900 e falecido aos 14 de junho de 1978, com 78 anos, no Rio de Janeiro/RJ, pianista renomado e maestro, casou com Júlia Moreira.

 

1.2.2 (BISNETO) – Luiz Lira, nascido aos 23 de abril de 1901 e falecido aos 15 de abril de 1930, com 28 anos. Contraiu matrimônio aos 24 de novembro de 1923, em Natal/RN com Lídia de Oliveira, nascida em 27 de março de 1904, em Natal, batizada aos 27 de junho de 1904 e falecida no dia 05 de março de 1993, aos 88 anos de idade, em Natal, filha de Henrique José de Oliveira, natural do Estado de Pernambuco, nascido em 25 de maio de 1876 e falecido às 13 horas do dia 20 de outubro de 1938, com 62 anos, em Natal, e Emília Rosa da Silva, natural de Ceará-Mirim/RN, nascida em 1880, casados no civil no dia 06 de junho de 1903, em Natal; neta paterna natural de Josefina Francisca de Sales, neta materna de Francisco Roza da Silva, italiano, e de Luíza Maria do Sacramento, do Ceará-Mirim/RN, casados aos 18 de outubro de 1870, em oratório particular da freguesia de Ceará Mirim, bisneta materna (por seu avô) de Felipe Roza da Silva e de Engrácia Luíza do Sacramento, bisneta materna (por sua avó) de Alexandre Pereira de Brito Paraguanha e de Felipa Teixeira da Silva, moradores que foram na Praia de Jacumã em Ceará-Mirim/RN.

 

1.2.2.1 (TRINETO) – Vicente Lira, nascido aos 30 de novembro de 1924 em Natal/RN, casou aos 27 de dezembro de 2006, em Recife/PE com Marilena Ferrari, nascida aos 20 de dezembro de 1941 em Recife/PE, filha de Clodomiro Ferrari, nascido por volta de 1920 no Estado de São Paulo, e falecido aos 27 de maio de 1979, em Recife/PE, e de Beatriz Leite, nascida aos 12 de outubro de 1921 e falecida aos 31 de maio de 2005, com 83 anos de idade, em Recife/PE, neta paterna de Archimedes Ferrari e de Filomena Tapaneira, e neta materna de Luiz José Bazanti e de Maria Leite.

1.2.2.2 (TRINETA) – Ivone Lira nasceu aos 26 de novembro de 1925, batizada aos 11 de abril de 1926, na igreja do Bom Jesus das Dores, na Ribeira, e faleceu aos 30 de agosto de 2003, com 77 anos de idade, em Natal/RN. Contraiu matrimônio aos 30 de setembro de 1944, na igreja de Santa Terezinha, em Natal, com Aluízio Alves, natural de Angicos/RN, ex-Governador do Rio Grande do Norte, e ex-Deputado Federal, nascido aos 11 de agosto de 1921 e falecido aos 06 de maio de 2006, com 85 anos de idade, em Natal, filho de Manoel Alves Filho, natural de Santana do Matos/RN, nascido em 10 de agosto de 1894, batizado aos 09 de setembro de 1894, na matriz de Santana do Matos/RN e falecido em 25 de junho de 1986, aos 91 anos de idade, em Natal, e de Maria Fernandes Alves, natural de Santana do Matos, nascida em 10 de abril de 1892, batizada em 12 de junho de 1892, na matriz de Santana do Matos e falecida em 29 de janeiro de 1976, aos 83 anos de idade em Natal, casados aos 20 de junho de 1916, na matriz de Santana do Matos/RN, neto paterno de Manoel Alves Martins, nascido por volta de 1868, e da segunda esposa Maria Inácia da Conceição, nascida em 1867, casados religiosamente por volta de 1893, em Santana do Matos, e casados civilmente em 01 de novembro de 1903, neto materno de Absalão Fernandes da Silva Bacilon, que era natural de Santana do Matos, nascido em 16 de outubro de 1838, batizado aos 28 de dezembro de 1838 e falecido aos 02 de março de 1907, com 68 anos de idade, e de Josefina Emília Alves Martins, que era natural do Assu/RN, nascida em 02 de junho de 1863, batizada aos 23 de agosto de 1863, na capela do Rosário da Freguesia do Assu, e que no final de 1901 já era falecida, casados às 03 horas do dia 10 de janeiro de 1879, em oratório privado da vila de Santana do Matos/RN, bisneto paterno (por seu avô) de José Alves Martins, nascido em 02 de julho de 1831, batizado em 16 de agosto de 1831 na freguesia de Santana do Matos/RN, e falecido aos 18 de setembro de 1871, com 50 anos de idade, e de Francisca Xavier de Oliveira, casados as 03 horas do dia 27 de novembro de 1852 no sítio Curralinho da freguesia do Assu/RN, bisneto paterno (por sua avó) de Manoel Francisco Cordeiro Filho e da primeira esposa Maria Joaquina da Silva, casados às 11 horas do dia 09 de julho de 1862, no sítio Malhada Vermelha, município de Santana do Matos/RN, bisneto materno (pelo seu avô materno) de Antônio Fernandes da Silva e de Sabina Maria da Silva, nascida por volta de 1811 e falecida aos 21 de julho de 1873, com 62 anos de idade, estes casados às 08 horas do dia 28 de novembro de 1829, na matriz de Santana do Matos, e bisneto materno (por sua avó materna) de José Alves Martins e de Francisca Xavier de Oliveira.

 

1.2.2.2.1 (QUARTO-NETO) – Aluízio Alves Filho, natural de Natal/RN, nascido em 02 de agosto de 1945, batizado aos 14 de dezembro de 1945, na catedral de Natal pelo cônego Luiz Wanderley, sendo padrinhos Aristófanes Fernandes e Silva e a esposa Maria do Céu Pereira Fernandes.

Aluízio Alves Filho casou no dia 30 de setembro de 1966, na matriz de Madre de Deus em Recife/PE com Suzana Maria Ledebour, nascida em 11 de novembro de 1946, filha de Hermann Bento Ledebour, nascido aos 11 de junho de 1906, em Recife/PE e falecido aos 06 de maio de 1979, com 62 anos de idade, em Recife, e de Maria Angelina de Oliveira Azevedo, nascida aos 02 de julho de 1916, em Recife, casados aos 11 de novembro de 1944, em Olinda/PE, neta paterna de Hermann Adolpho Ledebour, falecido aos 13 de julho de 1931, e de Maria Evangelina Magalhães, nascida aos 10 de julho de 1880, e falecida aos 21 de dezembro de 1955, com 75 anos de idade, em Recife/PE, neta materna de Eurico Luiz de Oliveira Azevedo, nascido aos 23 de junho de 1881, e de Angelina Araújo, falecida aos 28 de novembro de 1940, bisneta paterna (por seu avô) de Hermann Ledebour e de Mary Josephine Dreyer, falecida aos 11 de abril de 1906, com 51 anos de idade em Recife, bisneta paterna (por sua avó) de Bento José da Silva Magalhães, nascido aos 15 de março de 1842 e falecido aos 15 de novembro de 1912, com 70 anos de idade, e de Elisa Gibson, nascida aos 23 de dezembro de 1856.

 

1.2.2.2.1.1 (PENTANETO) – Aluízio Alves Neto, nascido aos 26 de novembro de 1967, em Natal/RN, casou aos 14 de outubro de 1994, na Igreja de Madre de Deus em Recife, com a prima em 2º grau Clarissa Maria Jácome de Lira, nascida aos 15 de dezembro de 1970, em Recife, filha de João Lira Neto e de Clementina Maria de Alves Jácome.

 

1.2.2.2.2 (QUARTO-NETO) – Henrique Eduardo Lira Alves, ex-Deputado Federal, nascido a 09 de dezembro de 1948, no Rio de Janeiro/RJ, casou a primeira vez aos 27 de março de 1979, no Rio de Janeiro, com Mônica Infante de Azambuja, filha de David Xavier de Azambuja Júnior e de Jocelyna Marta Infante Vieira, neta paterna de David Xavier de Azambuja e de Antonieta de Souza, neta materna de José Infante Vieira e de Jocelina Ferraz, bisneta paterna (por seu avô) de Bento de Azambuja e de Ana Carneiro. Henrique casou a segunda vez aos 21 de novembro de 2003, em Natal/RN com Priscila Gimenez de Sousa, nascida aos 23 de novembro de 1973, em São Paulo/SP, filha de Orlando Carlos Garcia de Souza e de Elisabeth Gimenez; casou a terceira vez em 27 de setembro de 2013, com Laurita Silveira Dias Arruda Câmara, nascida em 28 de outubro de 1976, em Natal/RN, filha de Cassiano Arruda Câmara e de Nilma Silveira Dias.

 

Filhos do primeiro matrimônio:

 

1.2.2.2.2.1 (PENTANETA) – Andreza Azambuja Alves, nascida aos 25 de fevereiro de 1981, no Rio de Janeiro/RJ, casou em 08 de novembro de 2010, com Bruno Steimann.

 

1.2.2.2.2.2 (PENTANETO) – Eduardo José Azambuja Alves, nascido aos 30 de novembro de 1982, no Rio de Janeiro/RJ.

 

Filho do segundo matrimônio:

 

1.2.2.2.2.3 (PENTANETO) – Pedro Henrique Gimenez Alves, nascido aos 21 de agosto de 2001.

 

1.2.2.2.3 (QUARTA-NETA) – Ana Catarina Lira Alves, irmã gêmea de Henrique, nascida a 09 de dezembro de 1948, no Rio de Janeiro/RJ, casou no religioso às 19 horas do dia 10 de junho de 1966, na Igreja de Santa Margarida Maria no bairro da Lagoa no Rio de Janeiro/RJ com Ismael Wanderley Gomes Filho, natural de João Pessoa/PB, nascido aos 21 de março de 1942 e falecido aos 12 de março de 2018, com 75 anos, filho de Ismael Wanderley Gomes, nascido aos 03 de junho de 1913, e de Maria Albertina Ribeiro, falecida em 05 de junho de 1944, neto paterno de João Albino Caetano Gomes e Carolina Wanderley, nascida em 1880 e falecida aos 25 de maio de 1963, com 83 anos, bisneto paterno (por seu avô) de Manoel Caetano Gomes e Rosa Maria Martins, bisneto paterno (por sua avó) de Veridiano Martins Wanderley e de Joana Maria.

 

1.2.2.2.3.1 (PENTANETA) – Ana Carla Alves Wanderley

 

1.2.2.2.3.2 (PENTANETO) – José Eduardo Alves Wanderley

 

1.2.2.2.3.3 (PENTANETA) – Ana Carolina Alves Wanderley

 

1.2.2.2.4 (QUARTO-NETO) – Henrique José Lira Alves, nascido aos 09 de janeiro de 1961.

 

1.2.2.3 (TRINETO) – João Lira Neto, jornalista, nascido aos 05 de julho de 1927 e falecido aos 26 de dezembro de 2017, aos 90 anos de idade. Casou aos 05 de novembro de 1959, em Recife/PE com Clementina Maria de Alves Jácome, nascida aos 1º de maio de 1935, em Recife/PE, filha de Olinto Monteiro Jácome, nascido aos 05 de abril de 1896, e de Maria Falcão de Alves, casados aos 17 de março de 1934, neta paterna de Enéas Jácome Correia de Araújo, nascido por volta de 1864 e falecido aos 23 de junho de 1943, com 79 anos de idade em Recife, e de Clementina Elisa Monteiro, neta materna de José Eugênio Moreira Alves e de Maria Eugênia Falcão, nascida por volta de 1872 e falecida aos 10 de janeiro de 1962, com 89 anos de idade em Recife/PE, bisneta paterna (por seu avô) de Tristão Jácome de Araújo, falecido aos 11 de julho de 1904 em Recife, e de Adriana de Albuquerque, bisneta paterna (por sua avó) de Joviniano da Costa Monteiro e de Maria Emídia de Almeida, bisneta materna (por sua avó) de Manoel Severino de Barros Falcão e de Maria Carlota Pernambuco, e trineta paterna (via Tristão Jácome de Araújo) de Antão Jácome de Araújo e de Maria Geralda de Souza.

 

1.2.2.3.1 (QUARTA-NETA) – Cassiana Maria Jácome de Lira, nascida aos 24 de fevereiro de 1968, em Recife – PE, casou em primeiro matrimônio aos 20 de setembro de 1987, na Igreja do Rosário da paróquia de Santo Antônio de Recife, com Antônio Isnar Amorim Sobrinho, nascido aos 13 de junho de 1955, em Recife, filho de Paulo Queiroz Amorim, nascido aos 26 de novembro de 1921, e de Áurea da Cunha e Souza, neto paterno de João Amorim Filho e de Maria Queiroz, neto materno de João Francisco de Souza e de Josefa da Cunha, bisneto paterno (por seu avô) de João Francisco de Amorim e de Emília Cavalcante, e bisneto paterno (por sua avó) de João Alves de Queiroz e de Delfina Vicência.

Cassiana Maria Jácome de Lira casou em segundo matrimônio com Airton Carlos Tavares Barbosa, filho de Olegário Barbosa dos Santos e de Haydes Tavares, neto paterno de João Barbosa dos Santos e de Santina Maria da Conceição, e neto materno de Antônio Tavares de Souza e de Maria Bezerra.

 

1.2.2.3.1.1 (QUINTA-NETA) – Alessandra Lira Tavares Barbosa, nascida aos 24 de julho de 1995, em Recife/PE.

 

1.2.2.3.1.2 (QUINTA-NETA) – Camila Maria Lira Tavares Barbosa, nascida aos 07 de outubro de 1998, em Recife/PE.

 

1.2.2.3.2 (QUARTA-NETA) – Clarissa Maria Lira Tavares Barbosa, nascida aos 15 de dezembro de 1970, em Recife, casou aos 14 de outubro de 1994, na igreja de Madre de Deus em Recife com o primo em segundo grau Aluízio Alves Neto, filho de Aluízio Alves Filho e de Suzana Maria Ledebour.

 

1.2.2.3.3 (QUARTA-NETA) – Maria Cecília Jácome de Lira, nascida aos 18 de fevereiro de 1976, em Recife/PE.

 

1.2.2.4 (TRINETA) – Wanda Lira, nascida a 18 de abril de 1929, em Natal/RN.

 

1.2.3 (BISNETO) – Paulo Lira, nascido aos 24 de julho de 1903 e falecido aos 22 de dezembro de 1979, com 76 anos, foi pianista, casou em primeiro matrimônio no dia 27 de julho de 1924, em Natal, com Guiomar Modrach, falecida a 05 de fevereiro de 1938, com 31 anos, filha de Alfredo Modrach e de Ana Reis, neta paterna de Guilherme Modrach e de Emília Modrach, e neta materna de Joaquim José de Souza Reis e Antônia Maria.

 

Paulo Lira casou em segundo matrimônio aos 28 de junho de 1943, em Natal, com Maria Eunice Pegado Cortez, natural de Goianinha/RN, nascida aos 18 de março de 1925, filha de José Pegado Cortez, nascido aos 02 de agosto de 1897, e de Beatriz de Castro Cortez, nascida aos 08 de maio de 1911.

 

Paulo Lira e sua primeira esposa Guiomar Modrach foram pais, entre outros, de:

 

1.2.3.1 (TRINETA) - Marina Modrach Lira, nascida aos 02 de junho de 1925 e falecida aos 17 de fevereiro de 2009, com 83 anos de idade, casou aos 10 de novembro de 1945, em Natal com Severino de Almeida e Silva, nascido aos 26 de abril de 1920, em Currais Novos/RN e falecido aos 06 de março de 2004, com 83 anos de idade, em Natal, filho de Antônio Lourenço de Almeida, falecido em 1927, e de Luíza Gonzaga de Almeida, nascida aos 14 de julho de 1885.  

 

1.2.3.2 (TRINETO)- Geraldo Modrach Lira, nascido a 04 de janeiro de 1927 em Natal, que casou aos 23 de setembro de 1950, na catedral de Natal com Maria do Carmo Nunes do Nascimento, nascida aos 11 de novembro de 1933 em Nísia Floresta/RN, filha de Teófilo Tomaz do Nascimento, falecido aos 27 de abril de 1944, e de Maria Neves, nascida aos 01 de abril de 1895.

 

1.2.3.3 (TRINETA)- - Maria de Lourdes Modrach Lira, que com a idade de 19 anos casou aos 16 de outubro de 1952, na igreja de Santa Terezinha em Natal, com Hélio Romeu Tulimo, de 23 anos, natural do Estado do Rio Grande do Sul, filho de Humberto da Silva Tulimo e de Dinah Romeu.

 

Paulo Lira e sua segunda esposa Maria Eunice Pegado Cortez foram pais de:

 

1.2.3.4 (TRINETO)- Marcelo Cortez de Lira, nascido em 06 de fevereiro de 1944.

 

1.2.4 (BISNETO) – Fernando Lira, nascido em 17 de agosto de 1904, casou aos 20 de fevereiro de 1930, em oratório particular em Natal com Dagmar Reis Modrach, filha de Alfredo Modrach e Ana Reis. 

 

1.2.4.1 (TRINETO) – Alberto Lira, nascido aos 13 de julho de 1931, casou aos 29 de setembro de 1956, na igreja de São Pedro em Natal com Terezinha Maria de Oliveira, nascida aos 24 de setembro de 1935, filha de Antônio Cassiano de Oliveira e de Rosa Maria da Conceição.

 

1.2.4.2 (TRINETO) – Antônio Modrach Lira

 

1.2.4.3 (TRINETO) –Carlos Modrach Lira.

 

1.2.5 (BISNETO) – João Lira Filho, nascido aos 04 de novembro de 1905, em Natal/RN e falecido aos 01 de agosto de 1983, com 77 anos, no Rio de Janeiro/RJ, que casou aos 28 de março de 1942, em Natal/RN com Ruth Bezerra Cavalcante, nascida aos 25 de julho de 1916 e falecida aos 20 de dezembro de 2007, com 91 anos de idade em São Gonçalo/RJ, filha de João Batista Bezerra Cavalcante, nascido aos 26 de dezembro de 1891, e de Feliciana Maria Maranhão, nascida aos 22 de julho de 1896. 

 

1.2.6 (BISNETA) – Maria Vicentina Lira.

 

1.2.7 (BISNETO) – Arnaldo Lira, nascido às 18 horas do dia 20 de julho de 1908 em Natal/RN.

 

1.3 (NETA) – Isabel Julieta de Lira, nascida aos 17 de outubro de 1873, casou a 07 de fevereiro de 1891, na matriz de Macaíba/RN com Francisco Marinho de Oliveira, que era natural da freguesia de Campo Grande/RN, filho de Antônio Marinho de Oliveira e de Francisca Florentina, casados aos 29 de novembro de 1844, na fazenda Boa Esperança da freguesia de Campo Grande, neto paterno de Francisco Marinho de Oliveira, nascido aos 04 de julho de 1794 e falecido aos 04 de janeiro de 1859, com 64 anos de idade, em Apodi/RN, e de Josefa Maria da Conceição, falecida aos 08 de maio de 1863, neto materno de João de Freitas Lira, natural da Freguesia do Assu/RN, nascido provavelmente em 1779 e falecido em 01 de julho de 1845, com 66 anos de idade, em Campo Grande, e de Isabel de Barros de Macedo, natural do Apodi/RN, nascida em 13 de abril de 1785, batizada aos 1º de maio de 1785, e falecida aos 27 de dezembro de 1859, com 70 anos em Campo Grande, casados em 04 de novembro de 1802 no Apodi, bisneto paterno (por seu avô) de Manoel João de Oliveira e de Antônia Maria de Jesus, bisneto paterno (por sua avó) de Francisco da Costa de Morais Bezerra e de Inácia Maria da Conceição, bisneto materno (por seu avô) de Manoel da Anunciação Lira, natural do Estado da Paraíba, falecido em 1789, e de Ana Filgueira de Jesus, nascida provavelmente em 1759 e falecida em 04 de outubro de 1834, com 75 anos de idade, casados provavelmente por volta de 1776, e bisneto materno (por sua avó) de Manoel João de Oliveira e de Antônia Maria de Jesus.

 

1.3.1 (BISNETO) – Milton Marinho de Oliveira, nascido às 10 horas do dia 18 de junho de 1902, na Rua da Conceição em Natal/RN.

 

1.3.2 (BISNETA) – Clarice Marinho de Oliveira, nascida às 15 horas e 30 minutos do dia 04 de maio de 1908, na Rua da Conceição em Natal/RN.

 

1.4 (NETO) – José Vicente de Lira, nascido aos 02 de junho de 1875.

 

1.5 (NETA) – Amália Esmeralda de Lira, nascida por volta de 1877 e falecida aos 03 de julho de 1954, com 77 anos, que casou aos 03 de março de 1894, em Macaíba com João Clementino da Rocha, natural do Estado do Ceará, filho de João José da Rocha e de Rita Quitéria. 

 

1.6 (NETO) – Vicente Ferreira de Góes Lira Júnior, nascido aos 30 de outubro de 1878, em São José de Mipibu/RN.

 

1.7 (NETA) – Maria Terceira de Lira, nascida aos 22 de janeiro de 1885 e falecida aos 13 de novembro de 1950, com 65 anos, casou em 1911 com Joaquim Manoel Teixeira de Moura, nascido em 15 de abril de 1858 e falecido aos 14 de março de 1941, com 86 anos, filho de Joaquim Manoel Teixeira de Moura, nascido em 15 de abril de 1858 e falecido aos 14 de março de 1941 com 82 anos, e da primeira esposa Ana Corina Moreira Brandão, nascida aos 07 de novembro de 1856 e falecida aos 29 de setembro de 1895, com 38 anos de idade, casados em 22 de dezembro de 1883.

 

1.7.1 (BISNETO) – Ernani Lira Moura, falecido aos 02 de abril de 1986.

 

1.8 (NETA) – Julieta Augusta de Lira, nascida por volta de 1887 e falecida aos 25 de abril de 1974, com 86 anos de idade, que casou aos 19 de julho de 1906, em oratório privado em Natal com o General Vicente de Paula Cesário de Melo, filho de José Cesário de Melo, natural de Recife/PE, e de Vicentina de Paula, natural de Portugal, neto paterno de José Cesário de Melo e de Leopoldina Peres, e neto materno de Francisco da Silva de Azevedo e de Olindina Perpétua Veloso da Silva.

 

1.8.1 (BISNETA) – Graziella Cesário de Melo, nascida aos 11 de agosto de 1907.

 

1.8.2 (BISNETA) – Helena Lira de Melo, falecida aos 26 de junho de 1938, na cidade de Recife/PE.

 

1.8.3 (BISNETO) – José Cesário de Melo, falecido aos 04 de janeiro de 1944, com 33 anos, em Recife/PE, casou com Evani de Carvalho.

 

1.8.4 (BISNETA) – Maria Carolina Cesário de Melo.

 

1.9 (NETO) – Mário Eugênio de Lira, natural de Macaíba/RN, nascido aos 15 de maio de 1892 e falecido aos 22 de dezembro de 1965, com 73 anos, casou aos 06 de setembro de 1913, em oratório privado em Natal, com Esmeralda Lira, nascida aos 02 de setembro de 1894 e falecida aos 04 de agosto de 1987, com 92 anos de idade.


Registro de nascimento de Mário Eugênio Lira onde consta os nomes de seus avós maternos. 

 

1.9.1 (BISNETO) – Felizardo Eugênio de Lira, nascido aos 24 de março de 1917, que casou a 16 de fevereiro de 1946, com Donina Fernandes de Oliveira, filha de Mário de Oliveira Lima e de Isabel Fernandes.

 

1.9.1.1 (TRINETA) – Ana Maria Fernandes Oliveira Lira, nascida aos 12 de janeiro de 1947, casou às 18 horas do dia 18 de novembro de 1966, na igreja de Santa Terezinha em Natal, com Carlos Roberto de Morais, nascido aos 06 de fevereiro de 1942, em Recife/PE, militar, filho de Manoel Otacílio de Morais, nascido aos 29 de março de 1917, natural do Estado de Pernambuco, e de Maria de Lourdes, nascida aos 24 de agosto de 1923, natural do Estado da Bahia, neto paterno de Antônio Ferreira de Morais e de Maria Leopoldina, e neto materno de João de Oliveira Castro e de Joana Luíza de Souza.

 

1.9.1.2 (TRINETO) – Jorge Luiz Fernandes de Oliveira Lira, Engenheiro Civil, que casou com Hígia Rosana Brandão da Luz, Engenheira Civil, filha de Jader Menardo da Cruz e de Lúcia Brandão.

 

1.9.1.2.1 (QUARTA-NETA) – Mariana Brandão da Cruz Lira, nascida no dia 20 de julho de 1986, em Natal/RN.

 

1.9.2 (BISNETA) – Lígia Eugênia Lira, nascida aos 06 de agosto de 1920 e falecida aos 18 de maio de 2009, com 88 anos, casou aos 24 de outubro de 1942, em Natal, com Abel Carreras Lloblet, natural do Rio de Janeiro/RJ, nascido aos 26 de setembro de 1920 e falecido aos 18 de maio de 1971, com 50 anos em Natal/RN, filho de Enrique Carreras Gorina, natural de Barcelona, Espanha, nascido aos 31 de dezembro de 1893, e de Angelina Carreras Lloblet, nascida provavelmente por volta de 1896, na Espanha e falecida aos 03 de agosto de 1940, no Rio de Janeiro/RJ, neto paterno de Estevão Carreras Benet, nascido por volta de 1860 e falecido às 17 horas do doa 06 de setembro de 1939, com 79 anos de idade no Rio de Janeiro/RJ, e de Maria Gorina Perarnan, naturais da Espanha, neto materno de Antônio Lloblet e de Maria Benet, naturais da Espanha, bisneto paterno (por seu avô) de Miguel Carreras e de Cristina Benet, naturais da Espanha.

 

1.9.2.1 (TRINETA) – Eunice Maria Lira Carreras, nascida aos 17 de outubro de 1943.

 

1.9.2.2 (TRINETO) – Enrique Mário Lira Carreras, nascido aos 17 de outubro de 1944 e falecido aos 07 de dezembro de 2014 com 70 anos de idade, casou com Maria das Graças Luz, filha de Miguel Maciel Luz e de Maria de Lourdes Ferreira.

 

1.9.2.2.1 (QUARTO-NETO) – Paulo Enrique Luz Carreras, nascido às 16 horas e 25 minutos do dia 06 de fevereiro de 1969, na maternidade Januário Cicco em Natal, casou aos 20 de dezembro de 1991, na igreja de Santa Terezinha, em Natal, com Maria Márcia Teixeira Gomes, nascida aos 13 de março de 1970, na cidade de Fortaleza/CE, filha de Isáel Teixeira de Souza e de Onofra Gomes Assunção.

 

1.9.2.2.2 (QUARTA-NETA) - Ana Cecília Luz Carreras, nascida no dia 24 de julho de 1979, na maternidade Januário Cicco, em Natal/RN, casou aos 06 de setembro de 1996, na igreja de Santa Terezinha em Natal, com Antônio Lamas Neto, nascido aos 17 de julho de 1969 em Natal, filho de Salvador Antônio Lamas e de Eliane Maria Soares, neto paterno de Antônio Lamas e de Maria de Lourdes Moura, e neto materno de Manoel Clóvis Soares e de Cremilde Varela.  

 

1.9.2.3 (TRINETO) Evaldo Mário Lira Carreras, nascido a 07 de novembro de 1945.

 

1.9.2.4 (TRINETA) – Ângela Lira Carreras, nascida em 18 de abril de 1949, casou aos 22 de maio de 1970, em Ceará-Mirim com Pedro Simões Neto, nascido em 14 de abril de 1944 e falecido em 1º de fevereiro de 2013, com 68 anos, filho de Percílio Alves de Oliveira, nascido a 06 de abril de 1915 e falecido a 01 de fevereiro de 1990, com 74 anos, e de Esmeraldina Lima Simões, nascida em 23 de novembro de 1920 e falecida em 12 de setembro de 2005, com 85 anos, casados a 31 de dezembro de 1942, neto paterno de Plínio Alves de Oliveira e de Joventina Monteiro, e neto materno de Pedro Simões Freire e de Raimunda Lima. 

 

1.9.2.4.1 (QUARTO-NETO) – Marcos Frederico Carreras Simões

 

1.9.2.4.2 (QUARTA-NETA) – Milena Carreras Simões

 

1.9.2.4.3 (QUARTA-NETA) - Bianca di Angeli Carreras Simões, nascida no dia 21 de novembro de 1973, na maternidade Januário Cicco, em Natal, casou aos 31 de dezembro de 1992, na igreja do Bom Jesus das Dores, com José Alfredo Ferreira Costa, nascido aos 03 de abril de 1970, em Natal, filho de José Américo dos Santos Costa, nascido aos 06 de janeiro de 1939, em Bebedouro/PE, e de Gisélia de Maria Ferreira, nascida aos 07 de novembro de 1943 em Sítio Novo/RN, casados às 10 horas do dia 30 de julho de 1966, na igreja de Santa Terezinha em Natal, neto paterno de Américo de Oliveira Costa e de Josefa dos Santos, e neto materno de Sebastião Ferreira Lima e de Joventina Ferreira.

 

1.9.2.4.4 (QUARTA-NETA) – Luciana Carreras Simões, nascida aos 26 de abril de 1975 em Natal – RN.

 

1.9.2.4.5 (QUARTA-NETA) – Amanda Carreras Simões.

 

1.9.2.5 (TRINETA) – Lygia Maria Lira Carreras, nascida aos 25 de abril de 1952, em Natal, casou no dia 26 de maio de 1978, na igreja de Santa Terezinha em Natal, com Carlos Alberto Lettieri Fernandes, nascido aos 10 de março de 1947, em Natal, filho de Manoel Fernandes de Medeiros e de Conceta Lettieri.

 

1.9.2.6 (TRINETO) – Abel Lira Carreras, nascido aos 26 de fevereiro de 1954, em Natal/RN.

 

1.9.2.7 (TRINETA) – Maria de Fátima Lira Carreras, que casou com Pedro Marques Homem de Siqueira, filho de Cleantho Homem de Siqueira, nascido aos 20 de dezembro de 1922 e falecido aos 12 de dezembro de 2012, com 89 anos de idade, e de Maria de Lourdes Marques, neto paterno de Carlos Homem de Siqueira, natural de Recife/PE, nascido aos 06 de agosto de 1893, e de Aracy Sátiro da Costa, nascida aos 09 de novembro de 1899, em São Luiz/MA e falecida aos 14 de março de 1995, com 95 anos de idade, bisneto paterno (por seu avô) de Joaquim Homem de Siqueira Cavalcante, nascido aos 08 de junho de 1857 em Recife/PE e falecido aos 27 de outubro de 1952, com 95 anos de idade em Natal – RN e de Filadélfia Wanderley de Carvalho Moura, nascida aos 19 de março de 1860 em Recife/PE e falecida aos 27 de junho de 1900, com 40 anos de idade, em Pedro Velho/RN, bisneto paterno (por sua avó) de Rodrigo Afonso da Costa e de Ana Sytaro da Costa.

 

1.9.2.7.1 (QUARTO-NETO) – Eric Carreras Homem de Siqueira, nascido aos 16 de março de 1984, casou no dia 11 de agosto de 2012, na igreja de Santa Terezinha em Natal/RN com Sarah de Araújo Limenzo, nascida aos 17 de junho de 1978, em Niterói/RJ, filha de Claúdio Henrique de Miranda Limenzo e de Rita de Cássia de Araújo.

 

1.9.2.7.2 (QUARTA-NETA) – Juliana Carreras de Siqueira.

 

1.9.3 (BISNETO) – Mário Eugênio Lira, que casou com Maria Augusta Peregrino, filha de José Peregrino da Silva e de Maria Amália da Conceição.

 

1.9.3.1 (TRINETA) – Guilhermina Maria Peregrino Lira, nascida em 13 de maio de 1949, casou aos 16 de maio de 1970, com Silvestre de Castro Filho.

 

1.9.3.2 (TRINETO) – Mário Augusto Peregrino Lira, nascido aos 20 de setembro de 1950, em Natal, casou às 18 horas do dia 27 de dezembro de 1977, na igreja de Santa Terezinha, em Natal, com Huda Aby Zayan, nascida aos 29 de outubro de 1951, em Natal, filha de Hagib Hassan Aby Zayan e de Najla Salha.

 

1.9.4 (BISNETA) – Esmeralda Eugênia de Lira, nascida aos 11 de março de 1928, casou em 27 de janeiro de 1946, com o tenente Manoel Leão Filho, nascido em 26 de outubro de 1919, em Maceió/AL, filho de Manoel Ulisses de Lima Leão, nascido aos 02 de outubro de 1887, e de Maria Barbosa, nascida aos 15 de outubro de 1900.

 

1.9.4.1 (TRINETA) – Jenny Lira Leão, nascida em 1948, batizada aos 26 de agosto de 1948, casou no dia 18 de julho de 1966, na igreja de Santa Terezinha em Natal/RN com Almir Artêmio Peixoto de Melo, nascido aos 24 de fevereiro de 1938, em Viçosa/AL, filho de Euclides Ferreira de Melo e de Maria José Peixoto.

 

1.9.4.2 (TRINETO) – Rubem José Lira Leão, nascido aos 26 de maio de 1951, casou no dia 18 de abril de 1975, na igreja de Santa Terezinha em Natal/RN com Rosângela Dantas do Espírito Santo, nascida aos 10 de julho de 1955, em Natal/RN, filha de José Gadelha do Espírito Santo e de Eneida Dantas.

 

1.9.5 (BISNETA) – Maria Eugênia Lira, falecida solteira aos 12 de junho de 1946.

 

1.9.6 (BISNETA) – Rute Eugênia Lira, nascida aos 14 de fevereiro de 1928, em Natal, casada aos 28 de novembro de 1953, na igreja do Rosário, em Natal/RN com o Capitão Egoy Assunção, nascido aos 16 de fevereiro de 1928, em São João do Muqui/ES, filho de Edson dos Santos Assunção e de Edith Álvares Cabral.

 

1.9.7 (BISNETA) – Eunice Lira, falecida em 1936.   

 

1.9.8 (BISNETO) – Evaldo Vicente Lira, falecido a 17 de março de 1943, com 17 anos.

 

1.9.9 (BISNETO) - Maria Salette Lira, nascida a 25 de abril de 1936, casou a 08 de dezembro de 1962, na igreja do Bom Jesus das Dores com John Dazid Wallis Davies, nascido aos 29 de maio de 1936, em Westcliff-en-Sea, Inglaterra, filho de John Wallis Davies, nascido a 04 de novembro de 1895, e de Constance Josephine Anne Davies, nascida aos 23 de abril de 1904.

 

1.9.9.1 (TRINETO) - John Richard Lira Wallis Davies, nascido no dia 1º de junho de 1964, em Natal/RN.

 

1.9.10 (BISNETO) – Carlos Eugênio Lira, que casou com Graciema Arêas.

 

1.9.10.1 (TRINETO) – Eduardo Arêas Lira, casou em novembro de 2011, em Natal, com Elaine Cruz Rocha, filha de Erton Freire Rocha e de Maria de Fátima Cruz.

 

1.10 (NETO) – Otávio Lira

 

1.11 (NETA) – Leonor Lira, nascida em abril de 1890, casou aos 17 de novembro de 1911, em oratório privado em Natal, com Antônio Nesi, nascido aos 28 de maio de 1889, filho de João Nesi, nascido por volta de 1855, na Itália e falecido aos 28 de julho de 1924, com 69 anos de idade, e de Gabriela Nesi, nascida em 1862 na Itália e falecida aos 10 de julho de 1941, com 79 anos de idade, neto paterno de João Nesi e de Marta Camarotu, naturais da Itália, neto materno de Giuseppe Nesi, natural da Itália, mas que residiu em Bueno Aires, Argentina, e de Luísa Mauro, natural da Itália.

 

1.11.1 (BISNETO) – Humberto Nesi nasceu aos 20 de dezembro de 1912 e falecido aos 04 de dezembro de 1989, com 77 anos. Casou aos 07 de maio de 1938, em Natal/RN, com Eunice Dantas de Rezende, nascida aos 07 de janeiro de 1915 e falecida aos 09 de fevereiro de 2005, com 90 anos, filha de Júlio de Melo Rezende, natural da freguesia do Amparo em Teresina/PI, nascido aos 04 de abril de 1881, e da segunda esposa Beatriz Dantas, nascida aos 31 de janeiro de 1893, casados aos 14 de fevereiro de 1914, na Vila Pretória em Natal/RN. Neta paterna de Simplício Coelho de Rezende Filho, nascido aos 1º de abril de 1841 e falecido aos 23 de fevereiro de 1915 com 73 anos, e de Cândida Nimpha de Melo Acioli Wanderley, nascida aos 21 de dezembro de 1853 e falecida aos 10 de julho de 1925, com 71 anos, neta materna de Manoel Gomes de Medeiros Dantas, nascido aos 24 de abril de 1867 e falecido aos 15 de junho de 1924, com 57 anos, e de Francisca Anália Bezerra de Araújo, natural de Acari/RN, nascida em 29 de março de 1872, casados aos 23 de dezembro de 1890, em Acari, bisneta paterna (por seu avô) de Simplício Coelho de Rezende e de Rosa Lina Castelo Branco, bisneta paterna (por sua avó) de Sebastião Aciolly de Albuquerque Wanderley e de Ninfa da Fonseca, bisneta materna (por seu avô) de Manoel Maria do Nascimento e Silva, nascido em 24 de dezembro de 1838 e falecido em 06 de janeiro de 1929, com 90 anos, no Sítio Navio, e de Maria Miquelina Francisca de Medeiros, nascida aos 29 de setembro de 1849 e falecida aos 05 de outubro de 1936.

 

Filhos de Humberto Nesi e de Eunice Dantas de Rezende:

 

1.11.1.1 (TRINETO) – Fernando José de Rezende Nesi, nascido aos 23 de fevereiro de 1941, em Natal/RN, casou aos 20 de dezembro de 1969, na cidade de João Pessoa/PB com Maria Auxiliadora Montenegro, filha de Asdrubal Nóbrega Montenegro, nascido aos 23 de outubro de 1901, em Alagoa Grande/PB e falecido aos 09 de agosto de 1976, em João Pessoa, e de Stella Coelho, nascida em 29 de setembro de 1912, em Itabaiana/PB e falecida aos 20 de novembro de 1953, em Guarabira/PB, casados aos 17 de maio de 1929, em Itabaiana/PB, neta paterna de Francisco Peregrino de Albuquerque Montenegro, nascido aos 26 de janeiro de 1869 e falecido aos 09 de julho de 1947, e de Maria Elvídia Pais Nóbrega, nascida aos 09 de dezembro de 1876 em Alagoa Grande/PB e falecida aos 04 de março de 1971, em João Pessoa/PB, casados aos 10 de junho de 1895, em Soledade/PB, neta materna de Augusto Coelho de Carvalho, falecido no dia 20 de fevereiro de 1925, e de Rita Cássia de Araújo, falecida aos 14 de dezembro de 1967, casados aos 04 de outubro de 1898. Bisneta paterna (por seu avô) de Antero Francisco de Paula Cavalcante, nascido aos 12 de novembro de 1819, em Pedras de Fogo/PB e falecido aos 09 de junho de 1908, Alagoa Grande/PB, e de Peregrina Josefa Dantas Correia de Góes, nascida aos 20 de maio de 1829, em Teixeira/PB e falecida aos 25 de novembro de 1892, bisneta paterna (por sua avó) de Silvino Alves de Maria Nóbrega, nascido aos 09 de janeiro de 1836, em Santa Luzia/PB e falecido aos 25 de março de 1894, em Soledade/PB, e de Joaquina Maria Cavalcante de Gouveia, bisneta materna (por seu avô) de Antônio José Coelho e de Belmira Leopoldina da Cunha, e bisneta materna (por sua avó) de Laudelino Benedito Cordeiro da Cunha e de Joana Batista de Oliveira.  

 

1.11.1.1.1 (QUARTA-NETA) – Érika Montenegro Nesi, nascida aos 16 de março de 1972, na cidade de Natal/RN, casou no dia 18 de dezembro de 1993, na Catedral Metropolitana de Natal com Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva, nascido aos 25 de fevereiro de 1969, em Natal/RN, filho de Edwaldo Batista da Silva e de Maria do Carmo Queiroz, neto paterno de Paulo Batista da Silva e de Estelita Mesquita, e neto materno de José Augusto da Silva, nascido aos 20 de fevereiro de 1897, e de Cícera Queiroz, nascida aos 23 de maio de 1915. 

 

1.11.1.2 (TRINETA) – Tânia Rezende Nesi, nascida aos 19 de abril de 1942, em Natal e falecida aos 14 de outubro de 2006, com 64 anos, em Natal/RN, casou aos 07 de julho de 1973, na Capela do Educandário “Osvaldo Cruz”, em Natal, com Clóvis Araújo de Oliveira, nascido aos 04 de novembro de 1928, em Quixadá/CE e falecido aos 08 de julho de 2010, em Natal, filho de Raimundo Lucindo de Oliveira, falecido aos 21 de janeiro de 1961, e de Isaura Araújo, falecida aos 15 de julho de 1931.

 

1.11.1.2.1 (QUARTA-NETA) - Leonor Christina Nesi de Oliveira, nascida no dia 27 de agosto de 1975, em Natal/RN, casou aos 10 de setembro de 1998, em Natal/RN com Anderson Luiz Wintor, nascido aos 05 de maio de 1970, em Porto Alegre/RS, filho de Leopoldo Carlos Winter e de Maria Noreci Magalhães. 

 

1.11.1.3 (TRINETA) – Sônia Rezende Nesi, nascida aos 13 de junho de 1944, casou aos 13 de julho de 1969, na igreja de Santa Terezinha, em Natal, com Gilberto Ananias Câmara de Sá, nascido aos 09 de maio de 1939, em Natal/RN e falecido em 02 de novembro de 2008, filho de Teodomiro Soares de Sá, nascido aos 1º de abril de 1904, e de Geonar Cacho da Câmara, neto paterno de Ananias Aureliano de Sá Cavalcante, natural de Catolé do Rocha/PB, nascido por volta de 1862, e de Petronila Maria Ernestina Nobre, natural de Brejo do Cruz/PB, nascida por volta de 1864, casados aos 31 de janeiro de 1898, no lugar Curralinho em Brejo do Cruz/PB, neto materno de Teófilo Soares da Câmara, nascido aos 12 de novembro de 1885, em Ceará-Mirim/RN, e Helena Viana Cacho, nascida aos 13 de janeiro de 1890, em Macaíba/RN, casados aos 18 de dezembro de 1909, na Matriz de Macau/RN. Bisneto paterno (por seu avô) de Francisco Aureliano de Sá Cavalcante e de Joaquina Maria de Jesus, bisneto paterno (por sua avó) de Salviano José Ferreira Nobre e de Januária Maria de Jesus, bisneto materno (por seu avô) de Geminiano Soares da Câmara, nascido aos 10 de maio de 1850, e de Maria Amélia Soares da Câmara, casados aos 28 de novembro de 1882, na Capela de Muriú em Ceará-Mirim/RN, e bisneto materno (por sua avó) de Getúlio de Castro Cacho e de Adelvina Viana.

 

1.11.1.3.1 (QUARTA-NETA) – Adriana Nesi de Sá, nascida aos 10 de junho de 1970, em Natal, casou no dia 10 de fevereiro de 1990, na igreja de Santa Terezinha no bairro do Tirol em Natal/RN com Guilherme Bezerra Tinoco Júnior, nascido aos 21 de abril de 1967, em Natal, filho de Guilherme Bezerra Tinoco e de Rejane Lúcia de Queiroz.

 

1.11.1.3.2 (QUARTA-NETA) – Geonar Nesi de Sá

 

1.11.1.3.3 (QUARTO-NETO) – Humberto Nesi de Sá

 

1.11.1.4 (TRINETO) - Júlio de Rezende Nesi, nascido aos 15 de julho de 1945, em Natal/RN, casou aos 08 de dezembro de 1971, na matriz de Nossa Senhora das Graças em Recife/PE com Jeane Fonseca Leite, nascida aos 03 de junho de 1951, em Recife/PE, filha de Edmundo Rodrigues Leite e de Luíza de França Fonseca, neta paterna de Manoel Rodrigues Leite e de Brasilina da Silva, neta materna de Joaquim José da Fonseca, nascido aos 17 de janeiro de 1897 e falecido aos 12 de outubro de 1988, no Recife/PE, e de Esmeraldina Teonilha de Albuquerque Melo, nascida aos 09 de outubro de 1899, em Bom Jardim/PE, casados aos 03 de novembro de 1918, em Camaragibe/PE. Bisneta paterna (por seu avô) de Joaquim Manoel Rodrigues e de Rosalina Cândida Leite, bisneta paterna (por sua avó) de Luiz Burgos e de Hermina Tertulina da Silva, bisneta materna (por seu avô) de Ladislau Augusto de Oliveira Fonseca e de Benvinda da Nóbrega, bisneta materna (por sua avó) de José Osório de Albuquerque e de Mirandolina Bezerra de Melo.

 

1.11.1.4.1 (QUARTO-NETO) – Júlio de Rezende Nesi Filho, nascido no dia de 19 de setembro de 1972, em Recife/PE.

 

1.11.1.4.2 (QUARTO-NETO) – Edmundo Fonseca Leite Nesi, nascido no dia 1º de maio de 1974 em Recife/PE. Casou aos 27 de janeiro de 2006, na igreja de Santa Terezinha em Natal/RN com Ana Carla Moura de Andrade, nascida aos 27 de janeiro de 1982, em Natal/RN, filha de Raimundo Moura de Andrade e de Maria de Fátima.

 

1.11.1.4.3 (QUARTO-NETO) – Ítalo Fonseca Leite Nesi, nascido no dia 21 de fevereiro de 1976, em Recife/PE.

 

1.11.1.4.4 (QUARTA-NETA) – Juliane Fonseca Leite Nesi, nascida no dia 30 de junho de 1980, em Natal/RN. Casou aos 19 de março de 2010, na igreja matriz de Nossa Senhora da Apresentação de Natal/RN com Vinícius Lins Leão Lima, nascido aos 18 de dezembro de 1981, em Natal/RN, filho de Francisco das Chagas Leão Lima e de Stênia Lins.

 

2 (FILHO) - JOÃO PAULINO PINTO DE AGUIAR JÚNIOR, nascido aos 15 de maio de 1852, batizado aos 06 de junho de 1852, na matriz de São José de Mipibu/RN pelo vigário Gregório Ferreira Lustosa, sendo padrinhos Basílio Magno de Andrade Melo e a esposa Guilhermina Gertrurdes de Andrade Melo. A respeito de João Paulino Pinto de Aguiar Júnior, localizamos notícia que ele no dia 31 de dezembro de 1872, agrediu fisicamente o soldado de polícia Antônio Pedro dos Santos, durante uma briga, em São José de Mipibu, ocasionando o falecimento do mesmo, em 20 de janeiro de 1873.

 

3 (FILHO) - JOSÉ, o primeiro com este nome, aparentemente falecido na infância, nascido aos 18 de abril de 1853, batizado aos 26 de abril de 1853, na matriz de São José de Mipibu pelo padre Joaquim Severiano Ribeiro Dantas, sendo padrinhos o alferes Bernardo Ferreira da Silva, natural de Portugal, viúvo, e Ana Francisca de Melo Muniz, casada.

 

4 (FILHA) - THEREZA LEOPOLDINA DE AGUIAR, nascida em 04 de março de 1854 e falecida aos 10 de janeiro de 1938, com 83 anos de idade, batizada aos 16 de março de 1854, na matriz de São José de Mipibu/RN pelo vigário Gregório Ferreira Lustosa, foram padrinhos João Ferreira da Silva e Maria Generosa da Silva. Tereza Leopoldina de Aguiar casou a 16 de maio de 1869, com Agrício de Paula Barbosa, filho de Francisco de Paula Barbosa e de Rita da Silva de Melo Dantas.

 

5 (FILHA) - ISABEL AUGUSTA DE AGUIAR, nascida aos 1º de fevereiro de 1855, batizada aos 12 de fevereiro de 1855, na matriz de São José de Mipibu/RN pelo vigário Gregório Ferreira Lustosa, foram padrinhos Basílio Magno de Andrade Melo Júnior e sua irmã Luíza Guilhermina de Andrade. Isabel Augusta de Aguiar casou aos 25 de fevereiro de 1879, no engenho Canadá, em São José de Mipibu/RN, com Avelino de Oliveira Cabral, natural do Estado da Paraíba, filho de João Francisco Régis e de Rita Oliveira Cabral.

 

6 (FILHA) - ANA ELVIRA DE AGUIAR, nascida por volta de 1860 e falecida aos 25 de maio de 1944, com 84 anos de idade, casada em primeiro matrimônio com Manoel Antônio do Nascimento. Ana Elvira de Aguiar casou em segundas núpcias aos 12 de março de 1898, na casa de residência de Henry José Green, na praça André de Albuquerque, em Natal/RN, com Henry José Green, natural de New York, NY, EUA, nascido por volta de 1853 e falecido aos 23 de outubro de 1932, com 79 anos de idade, em Natal/RN, filho de Richard Green, falecido em Montlair, Condado de Essex, Nova Jersey, EUA, e de Elisabeth Green, naturais da Inglaterra.

 

6.1 (NETA) – Henriqueta Elvira Green, nascida aos 22 de março de 1886, em Natal/RN.

 

6.2 (NETA) – Evangelina Elvira Green, nascida aos 22 de abril de 1887, em Natal, casou aos 27 de setembro de 1908, em Natal/RN com Antônio Artur de Barros Cavalcante, natural de Santana do Matos/RN, nascido em 1882, filho de Manoel de Barros Nobre Cavalcante, nascido aos 08 de julho de 1842/ em Santana do Matos/RN, e de Ana Quitéria, neto paterno de Pedro de Barros Cavalcante, nascido por volta de 1810 e falecido aos 28 de fevereiro de 1875, com 64 anos de idade, e de Ana da Trindade Nobre, casados no dia 19 de janeiro de 1835, em Santana do Matos/RN. Bisneto paterno (por seu avô) de José da Cunha Cavalcante, natural do Assu/RN, nascido por volta de 1782, e de Joana da Cruz de Jesus, bisneto paterno (por sua avó) de Pedro de Barros Dantas Júnior (irmão de José da Cunha Cavalcante), natural do Assu/RN, nascido por volta de 1783, e de Tereza da Trindade Nobre, natural de Mamanguape/PB, nascida por volta de 1794 e falecida aos 04 de dezembro de 1847, com 53 anos de idade, casados aos 03 de março de 1812, na freguesia de Mamanguape/PB.

 

6.2.1 (BISNETO) - Fernando Green de Barros Cavalcante, nascido às 16 horas e 30 minutos do dia 05 de dezembro de 1909, na Av. Rodrigues Alves na cidade de Natal/RN.

 

6.2.2 (BISNETA) – Neide Green de Barros Cavalcante, nascida no dia 07 de janeiro de 1915, em Natal/RN, casou aos 07 de janeiro de 1933, no Santuário do Tirol (igreja de Santa Terezinha) em Natal/RN com Custódio Barros, natural de Curitiba/PR, nascido aos 19 de abril de 1910 e falecido aos 30 de setembro de 1993, com 83 anos de idade em Brasília/DF.

 

6.2.2.1 (TRINETO) - LUCIANO BARROS, nascido aos 07 de abril de 1934 em Natal – RN e falecido aos 15 de outubro de 2014, com 80 anos de idade.

 

7 (FILHO) - INÁCIO, nascido aos 1º de setembro de 1858 e falecido na infância, batizado aos 14 de outubro de 1858, no engenho Canadá no município de São José de Mipibu/RN pelo padre Joaquim Severiano Ribeiro Dantas, foram padrinhos Bernardo Ferreira da Silva e Joana, viúva de João Pinto.

 

8 (FILHO) - INÁCIO PINTO DE AGUIAR, nascido aos 20 de julho de 1860, batizado aos 20 de agosto de 1860, no engenho Canadá, pelo padre Gregório Ferreira Lustosa, sendo padrinhos Bernardo Ferreira da Silva e Joana Francisca de Vasconcelos.

 

9 (FILHA) - FRANCISCA CÂNDIDA DE AGUIAR, sobre a qual não encontramos notícias;

 

10 (FILHA) - ADRIANA ADÉLIA DE AGUIAR, nascida aos 27 de abril de 1863 e falecida aos 04 de março de 1925, com 62 anos, batizada aos 11 de maio de 1863, na matriz de São José de Mipibu pelo padre Gregório Ferreira Lustosa, sendo padrinhos o padre Targino Augusto de Carvalho e Maria Carolina Augusta de Aguiar. Adriana Adélia de Aguiar casou aos 24 de agosto de 1879, na Capela da Conceição de Guarapes, em Macaíba/RN, com Honorato Ferreira Xavier, natural de Brejo da Madre de Deus/PE, falecido aos 07 de novembro de 1924, filho de Manoel Ferreira Xavier e de Tereza Cordeiro.     

 

10.1 (NETO) – Cincinato de Aguiar Xavier, nascido aos 30 de novembro de 1882.

 

10.2 (NETO) – Oscar de Aguiar Xavier, nascido aos 14 de janeiro de 1884.

 

10.3 (NETA) – Alice Áurea de Aguiar Xavier, nascida aos 03 de janeiro de 1887, casou em primeiro matrimônio com Joaquim de Paula Filho, nascido por volta de 1879 e falecido aos 02 de janeiro de 1933, com 53 anos, filho de Joaquim Geminiano de Paula Barbosa, nascido aos 28 de abril de 1853, e de Maria Urcelina Viana, neto paterno de Francisco de Paula Barbosa e de Rita da Silva Dantas, e neto materno de Manoel Pereira de Brito e de Hermenegilda Viana.

 

Alice Áurea de Aguiar Xavier casou em segundo matrimônio às 16 horas do dia 04 de abril de 1933, em Natal e no religioso aos 10 de fevereiro de 1933, com o Bacharel Eloy Castriciano de Souza, nascido aos 04 de maio de 1873, em Recife/PE, filho de Eloy Castriciano de Souza, nascido aos 1º de dezembro de 1842 e falecido aos 15 de janeiro de 1881, com 38 anos de idade, e de Henriqueta Leopoldina de Paula Rodrigues, falecida aos 27 de junho de 1879, casados às 19 horas do dia 10 de maio de 1872, na freguesia do Sagrado Coração de Jesus de Recife/PE, neto paterno de Félix José de Souza e de Cosma Francisca Bandeira, e neto materno de Francisco de Paula Rodrigues e da segunda esposa Silvina Maria de Jesus. Do segundo matrimônio de Alice Áurea de Aguiar Xavier com o Senador Eloy de Souza não houve filhos.

 

10.3.1 (BISNETO) – Erasmo Xavier de Paula, nascido aos 31 de outubro de 1904, em Natal/RN.

 

10.3.2 (BISNETA) – Eymar Xavier de Paula, nascida aos 23 de dezembro de 1905 e falecida aos 23 de novembro de 1983, com 77 anos, casou aos 11 de agosto de 1938, com Paulino José Ribeiro, nascido aos 26 de janeiro de 1895, no Estado de Minas Gerais, filho de Maria Amélia de Jesus.

 

10.3.3 (BISNETA) – Noêmia Xavier de Paula, nascida no dia 08 de agosto de 1909, na Av. Sachet em Natal/RN.

 

10.3.4 (BISNETA) – Clóris Xavier de Paula, nascida aos 07 de julho de 1912, casou com Omar Lopes Cardoso, natural de Natal/RN, nascido aos 07 de outubro de 1902, filho de Pedro Lopes Cardoso, natural de Pau dos Ferros/RN, nascido por volta de 1869, e de Francisca Pinheiro da Câmara Moreno, natural de Natal/RN, nascida por volta de 1876, casados às 16 horas do dia 20 de setembro de 1895, em Natal/RN, neto paterno de Pedro Lopes Cardoso e de Joana Gomes da Silveira, naturais de Pau dos Ferros/RN, neto materno de Antônio Pinheiro da Câmara, natural de Ceará-Mirim/RN, e de Isabel Tereza de Jesus, natural de Touros/RN, casados aos 28 de julho de 1873, em Natal/RN. Bisneto materno (por seu avô) de José Firmiano do Rego e de Ana Antônia da Silva, bisneto materno (por sua avó) de Rufino José dos Santos e Maria Joaquina, trineto materno (por José Firmiano do Rego) de Policarpo Venâncio Borges e de Maria Varela do Carmo.

 

10.3.4.1 (TRINETO) – Otomar Lopes Cardoso, nascido por volta de 1935 e falecido aos 24 de janeiro de 2010, com 74 anos de idade, casou com Déa Lopes, filha de Elísio Lopes de Araújo, nascido aos 11 de julho de 1881, e de Teodora Vale, nascida aos 16 de outubro de 1901, casados aos 05 de janeiro de 1934, neta paterna de Manoel Lopes de Araújo, nascido aos 25 de fevereiro de 1845, e de Josefa Maria da Anunciação, nascida em 24 de março de 1840, casados por volta de 1866, na freguesia de Santana de Caicó/RN, neta materna de Aleixo Augusto Vale e de Leocádia Cordeiro de Araújo. Bisneta Paterna (por seu avô) de Manoel Lopes Pequeno, nascido provavelmente em 1793 e falecido em 26 de agosto de 1881, com 88 anos de idade, e da segunda esposa Maria Gertrurdes de Jesus, nascida em 12 de setembro de 1822, casados aos 22 de dezembro de 1837, no Sítio Marrecas da freguesia de Acari/RN, bisneta paterna (por sua avó) de Joaquim Pereira Bolcont, nascido em 1811 e falecido em 11 de agosto de 1868, com 67 anos de idade, e de Antônia Maria de Jesus, nascida aos 26 de outubro de 1817, casados em 18 de outubro de 1832, na fazenda Campo Alegre, bisneta materna (por seu avô) de Inácio Gonçalves Vale e de Isabel Maria da Conceição, e bisneta materna (por sua avó) de Azarias Mizael de Araújo Galdino e de Teodora Rosalina da Nóbrega.

 

10.3.4.1.1 (QUARTO-NETO) – Otomar Lopes Cardoso Júnior.

 

10.3.4.2 (TRINETA) – Selma Lopes Cardoso, nascida aos 29 de dezembro de 1937, casou aos 30 de maio de 1958, na igreja de Santa Terezinha em Natal, com José Menescal do Monte Sobrinho, nascido aos 25 de junho de 1934, em Rio Largo/AL, filho de José Tupimambá do Monte, nascido aos 31 de janeiro de 1908, e de Alice Luzia do Monte, nascida aos 21 de julho de 1912.  

 

10.3.4.3 (TRINETA) – Rejane Lopes Carodoso, nasceu aos 25 de março de 1949, em Natal/RN, casou aos 21 de novembro de 1973, na igreja de Santo Antônio, em Natal/RN, com Vicente Alberto Serejo Gomes, nasceu aos 29 de abril de 1951, em Macau/RN, filho de Severino Gomes Barbosa, nascido aos 09 de abril de 1922, e de Benigna Edith Aguiar Matos Serejo, nascida aos 05 de novembro de 1928 em Recife/PE, casados aos 26 de julho de 1950, na residência materna da noiva em Macau/RN, neto paterno de Vicente Gomes Barbosa, natural de Cascavel/CE, nascido aos 14 de agosto de 1890, e de Amália Rodino, natural de Macau/RN, nascida aos 20 de dezembro de 1891, casados aos 21 de novembro de 1919, na matriz de Macau/RN, neto materno de Alberto Mattos Serejo, natural de Barreiras/MA, nascido aos 20 de novembro de 1894 e falecido aos 19 de fevereiro de 1948, com 53 anos de idade, em Natal, e de Edith Aguiar, nascida aos 07 de novembro de 1910, casados aos 09 de maio de 1923, na freguesia de Nossa Senhora da Apresentação em Natal. Bisneto paterno (por seu avô) de Matias Gomes Barbosa, natural de Aracati/CE, e da segunda esposa Mariana de Almeida, natural de Cascavel/CE, casados aos 13 de outubro de 1883, na Matriz de Cascavel, bisneto paterno (por sua avó) de Francisco Rodini, natural da Itália, e de Josefa Maria de Oliveira, natural do Estado do Ceará, casados aos 28 de janeiro de 1887, em Macau, bisneto materno (por seu avô) de Antônio da Costa Serejo, falecido aos 30 de setembro de 1913, e de Benigna Modesta de Matos Canavieira, falecida aos 11 de julho de 1913, naturais do Estado do Maranhão, e bisneto materno (por sua avó) de Luiz Francelino de Aguiar, nascido por volta de 1877 e falecido aos 25 de abril de 1922, com 45 anos, e de Josefa Celina Simonetti, nascida por volta de 1874 e falecida aos 02 de maio de 1908, com 34 anos de idade, casados aos 30 de maio de 1895, em Goianinha/RN. Trineto paterno (via Matias Gomes Barbosa) de Antônio Soares Barbosa e de Maria Gomes, trineto paterno (via Mariana de Almeida) de Manoel Ramires de Almeida e de Maria de Jesus, trineto paterno (via Francisco Rodini) de João Rodini e de Maria Roffa, trineto paterno (via Josefa Maria de Oliveira) de Manoel Francisco de Melo e de Josefa Maria do Espirito Santo, trineto materno (via Antônio da Costa Serejo) de José Francisco Serejo e de Clara Vaz Freire, falecida aos 19 de junho de 1886, com 85 anos de idade em Buriti/MA, naturais do Estado do Maranhão, trineto materno (via Benigna Modesta de Matos) de José Francisco de Matos Canavieira e de Severina Modesta do Val, trineto materno (via Luiz Francelino de Aguiar) de Domingos Dias da Silva e de Josefa Maria da Pontificação, e trineto materno (via Josefa Celina Simonetti) de Genuíno Ibrahim Simonetti e de Maria Emília.   

 

10.3.4.3.1 (QUARTA-NETA) – Sylvia Cardoso Serejo Gomes, nascida no dia 04 de maio de 1976, em Natal. Casou aos 05 de janeiro de 2001, na igreja do Bom Jesus das Dores, em Natal, com Daniel Alves Pessoa, filho de Manoel Alves Pessoa Neto e de Marta Maria Alves. Casada em segundas núpcias com José Jorge Maciel Neto, filho de Olimpio Maciel e Neide Medeiros Maciel.

     

10.3.4.3.2 (QUARTA-NETA) – Odyle Cardoso Serejo Gomes, nascida aos 20 de setembro de 1978, em Natal/RN. Casou aos 04 de junho de 2010, na igreja de Santa Terezinha em Natal, com Andrey Gurgel de Araújo Rebouças, nascido aos 1º de novembro de 1976, filho de Francisco das Chagas Wanderley Rebouças e de Zélia Adélia Gurgel de Araújo.

 

10.4 (NETA) – Tarcila de Aguiar Xavier, nascida aos 03 de junho de 1886.

 

10.5 (NETA) – Diana de Aguiar Xavier, nascida aos 14 de setembro de 1889.

 

10.6 (NETO) – Fábio Aurélio de Aguiar Xavier, nascido no dia 05 de março de 1892 em João Pessoa/PB e falecido aos 12 de janeiro de 1928, com 35 anos, casou com Joana Rodrigues, filha de Francisco Rodrigues e de Elisa Praça.

 

10.6.1 (BISNETO) – Moacir Xavier, nascido aos 06 de novembro de 1916 e falecido aos 10 de janeiro de 1998, com 81 anos, casou com Nalva Sucupira, nascida aos 21 de fevereiro de 1918 e falecida aos 24 de janeiro de 1996, com 77 anos.

 

10.6.1.1 (TRINETO) – Nilo Xavier, nascido aos 18 de dezembro de 1941 e falecido aos 02 de dezembro de 1991, com 49 anos.

 

10.6.1.2 (TRINETO) Nestor Xavier, nascido aos 16 de maio de 1943.

 

10.6.1.3 (TRINETO) – José Xavier, nascido aos 21 de janeiro de 1953 e falecido aos 30 de março de 1990, com 37 anos.

 

10.6.1.4 (TRINETA) – Diva Xavier.

 

10.6.2 (BISNETA) – Maria de Lourdes Xavier, nascida aos 09 de novembro de 1917 e falecida aos 20 de abril de 2005, com 87 anos, que casou aos 16 de setembro de 1944, com José Vitoriano de Medeiros, nascido aos 15 de julho de 1892 e falecido aos 31 de agosto de 1955, com 63 anos de idade, filho de Manoel Venâncio de Medeiros e de Maria Primitiva.

 

10.6.3 (BISNETO) – José Xavier, nascido aos 17 de fevereiro de 1918 e falecido aos 30 de março de 1990, com 72 anos de idade.

 

10.6.4 (BISNETO) – João Xavier, nascido aos 1º de abril de 1919.

 

10.6.5 (BISNETO) – Antônio Xavier, nascido aos 28 de outubro de 1920.

 

10.6.6 (BISNETO) – Pedro Rodrigues Xavier, nascido em 02 de agosto de 1924 e falecido aos 27 de fevereiro de 1925, com poucos meses de idade.

 

10.6.7 (BISNETA) – Araci Xavier, nascida aos 06 de dezembro de 1926 e falecida aos 03 de agosto de 2005, com 78 anos de idade, que casou aos 23 de julho de 1949, com Altamiro Pinheiro, nascido aos 13 de janeiro de 1916 e falecido aos 09 de dezembro de 1999, com 83 anos em Natal, filho de Júlio Álvaro Pinheiro, natural de Borda da Mata/MG, nascido aos 1º de abril de 1870 e falecido aos 26 de junho de 1935, com 65 anos em Araçatuba/SP, e de Olívia Martins Barbosa Coelho, nascida aos 06 de junho de 1876 em Torrinhas/SP e falecida aos 11 de outubro de 1953, com 77 anos em Araçatuba/SP, casados aos 30 de julho de 1896, em Brotas/SP, neto paterno de Maximiano Álvaro Pinheiro e de Ana Gertrurdes Fernandes, e neto materno de Jerônimo Martins Coelho e de Martiniana Maria Barbosa.

 

10.6.8 (BISNETA) – Ilza Xavier, nascida aos 03 de abril de 1927 e falecida aos 17 de maio de 1927, com pouco mais de 1 mês de idade.

 

10.7 (NETO) – Mário de Aguiar Xavier, nascido aos 20 de junho de 1895, em João Pessoa/PB.

 

10.8 (NETA) – Estefânia Xavier, nascida em 1897 e falecida aos 03 de maio de 1897, com poucos meses de idade.

 

11 (FILHO) - JOSÉ PAULINO PINTO DE AGUIAR, natural de São José de Mipibu, nascido aos 26 de abril de 1864, batizado aos 18 de maio de 1864, na matriz de São José de Mipibu/RN pelo padre Gregório Ferreira Lustosa, sendo padrinhos Francisco de Souza Ribeiro Dantas e esposa Maria Augusta de Aguiar. José Paulino Pinto de Aguiar Júnior casou aos 16 de março de 1888, em Macaíba/RN, com Francisca Ferreira da Costa. 

 

12 (FILHO) - IRINEU PINTO DE AGUIAR, sobre o qual não encontramos notícias;

 

13 (FILHA) - FRANCELINA AUGUSTA DE AGUIAR, sobre a qual não encontramos notícias;

 

14 (FILHO) - VICENTE PINTO DE AGUIAR nasceu aos 15 de julho de 1867, batizado em 18 de agosto de 1867, pelo padre Joaquim Severiano Ribeiro Dantas, sendo padrinhos João Paulino Pinto de Aguiar e Maria Virgolina de Melo.

 

15 (FILHO) - MANOEL PINTO DE AGUIAR, sobre o qual não encontramos notícias;

 

16 (FILHA) - ELÍSIA HERCÍLIA DE AGUIAR, casada com José Eustáquio de Amorim Guimarães, natural de São Gonçalo do Amarante/RN, filho de José Eustáquio de Amorim Lima, natural do Estado de Pernambuco, e de Antônia Joaquina de Amorim Guimarães. José Eustáquio e Elísia Hercília de Aguiar foram pais de:

 

16.1 (NETA) – Celina de Amorim Guimarães nasceu às 15 horas do dia 15 de novembro de 1892, na Rua Coronel Bonifácio em Natal/RN e falecida aos 08 de julho de 1972, com 79 anos. Primeira mulher eleitora no Brasil, alistada eleitoralmente em 25 de novembro de 1927, em Mossoró/RN, casou com Eliseu de Oliveira Viana, nascido às 10 horas do dia 19 de abril de 1890, na povoação de Pirpirituba/PB e falecido aos 27 de agosto de 1960, com 70 anos de idade, em Belo Horizonte/MG, filho de José Ferraz de Oliveira, que era natural de Mamanguape/PB, e de Rosália Viana, que era natural de Guarabira/PB, neto paterno de Calixto José Martins e de Ana Maria da Conceição, e neto materno de Francisco Antônio Ribeiro Viana e de Isabel Umbelina Alves.

 

16.1.1 (BISNETO) – Pedro Wilson Viana, nascido aos 30 de março de 1931, em Belo Horizonte/MG. Casou com Neide Lapertosa, nascida aos 19 de agosto de 1932, em Belo Horizonte/MG, filha de Dante Lapertosa e de Anselma Martini.

 

16.1.1.1 (TRINETA) – Gina Viana, nascida aos 26 de novembro de 1961, na cidade de Belo Horizonte/MG. 

 

16.1.1.2 (TRINETO) – Júlio Lapertosa Viana, nascido aos 30 de dezembro de 1962, em Belo Horizonte/MG, casou aos 03 de julho de 1987, na igreja de Nossa Senhora Mãe da Igreja, com Luciane Sepúlveda, nascida aos 07 de dezembro de 1965, em Belo Horizonte/MG, filha de Márcio Costa Sepúlveda e de Terezinha Ourivio.

 

16.1.1.3 (TRINETO) – Carla Viana, nascida aos 08 de outubro de 1964, na cidade de Belo Horizonte/MG.

 

16.1.1.4 (TRINETA) – Sandra Viana, nascida aos 06 de dezembro de 1968.

 

16.2 (NETA) – Julieta de Amorim Guimarães, nascida no dia 23 de fevereiro de 1893, na Rua das Laranjeiras em Natal/RN e falecida solteira aos 13 de junho de 1981, com 88 anos de idade em Natal.

 

16.3 (NETA) – Celita de Amorim Guimarães, nascida aos 11 de março de 1895, em Natal/RN e falecida aos 13 de novembro de 1981. Casou aos 20 de dezembro de 1916, com Abel Furtado de Mendonça e Menezes, natural de São Gonçalo do Amarante/RN, nascido aos 13 de março de 1895 e falecido aos 07 de fevereiro de 1941, em Natal, filho de Elpídio Furtado de Mendonça e Menezes, nascido aos 13 de março de 1836, e da terceira esposa Isabel Nestorina de Oliveira Sucupira, casados aos 19 de março de 1890, em Extremoz/RN, neto paterno de Antônio Furtado de Mendonça e Menezes, natural da freguesia de Machico, Conselho de Machico, Ilha da Madeira, Portugal, nascido aos 15 de agosto de 1789, batizado aos 19 de agosto de 1789, e de Isabel Ferreira Cavalcante, natural da freguesia de Riacho do Sangue, Estado do Ceará, casados em 18 de novembro de 1814 na fazenda Almas, da freguesia do Riacho do Sangue, Estado do Ceará, e neto materno de José Belisário de Oliveira Sucupira e de Vitória de Oliveira. Bisneto paterno (por seu avô) de José Furtado de Mendonça, nascido aos 17 de março de 1741, batizado aos 25 de março de 1741, e de Maria de Menezes, naturais da freguesia de Machico, Conselho do Machico, Ilha da Madeira, Portugal, casados aos 20 de fevereiro de 1783, na freguesia de Machico, Conselho de Machico, Ilha da Madeira, Região dos Açores, Portugal, bisneto paterno (por sua avó) de José Rodrigues da Silva e de Maria Inácia Cavalcante de Albuquerque.

 

16.3.1 (BISNETO) – Nestor Furtado, nascido em 1917 e falecido na infância com meses de idade.

 

16.3.2 (BISNETO) – Otto Furtado de Mendonça e Menezes, nascido aos 15 de julho de 1919 em Caicó/RN. Casou aos 27 de maio de 1944, em Recife/PE com Lizete Rego Lima, natural de Recife, Estado de Pernambuco, nascida aos 29 de agosto de 1924, filha de Osman Jucá Rego Lima, nascido às 23 horas do dia 11 de outubro de 1897, em Recife e falecido aos 17 de dezembro de 1986, em Recife, e de Maria Edith Pereira, nascida aos 27 de junho de 1906, em Recife, neta paterna do Coronel José da Costa Rego Lima, e de Ernestina Jucá, naturais do Estado de Alagoas, neta materna de João Gonçalves Pereira Júnior e de Maria Rodrigues. Bisneta paterna (por seu avô) de Claudino do Rego Lima e de Maria das Dores Costa, e bisneta paterna (por sua avó) de Antônio Sipião da Silva Jucá, falecido aos 12 de dezembro de 1905, e de Ana Maria Guerra.

 

16.3.2.1 (TRINETA) – Tânia Maria Furtado, nascida aos 17 de fevereiro de 1945, na cidade de Recife/PE, casou aos 29 de março de 1969, com Fernando José de Araújo Coutinho, nascido aos 12 de março de 1944, em Recife/PE, filho de Hermírio Barbosa de Araújo Coutinho e de Djanira Maria de Araújo, neto paterno de Manoel João de Araújo Coutinho e de Antônia Ermelinda de Lucena, e neto materno de Eduardo de Araújo Veiga, falecido aos 04 de dezembro de 1947, com 65 anos, e de Leôncia de Lima, falecida aos 25 de fevereiro de 1951 com 54 anos. Bisneto materno (por seu avô) de José Araújo Veiga e de Maria Bárbara Carneiro.

 

16.3.2.1.1 (QUARTA-NETA) - Paula Fernanda Furtado de Araújo Coutinho, nascida aos 24 de novembro de 1970, em Recife/PE.

 

16.3.2.1.2 (QUARTA-NETA) – Ana Patrícia Furtado de Araújo Coutinho, nascida aos 12 de março de 1973, em Recife/PE.

 

16.3.2.1.3 (QUARTO-NETO) - Fernando José de Araújo Coutinho Júnior, nascido aos 01 de novembro de 1974, em Recife/PE.

 

16.3.2.2 (TRINETA) – Telma Maria Furtado, nascida aos 04 de julho de 1946, na cidade de Recife/PE, casou aos 27 de junho de 1975, em Recife/PE com Michel Archanjo Labanca Filho, nascido aos 08 de maio de 1944, em Recife, filho de Michel Archanjo Labanca e de Rosina Russo, naturais da Itália, neto paterno de Ângelo Rafaelo Conte Labanca e de Tereza Vital, e neto materno de Miguel Russo e de Maria Rattacazo, naturais da Itália.

 

16.3.2.2.1 (QUARTA-NETA) - Bianca Furtado Labanca, nascida no dia 06 de setembro de 1979, em Recife/PE, que casou aos 30 de maio de 2007 em Recife/PE com Reginaldo Antônio Valença dos Santos Júnior, nascido aos 19 de novembro de 1975, em Recife, filho de Reginaldo Antônio Valença dos Santos, nascido aos 31 de maio de 1945, em Recife, e de Jória Sandra de Melo Cordeiro, nascida aos 20 de julho de 1947, casados aos 10 de junho de 1969, em Santo Antônio no Recife, neto paterno de Antônio Nery dos Santos e de Euridith Valença, e neto materno de José Joaquim Cordeiro e de Heloísa de Melo. Bisneto paterno (por seu avô) de Francisco Nery dos Santos e de Maria Laurentina de Oliveira, bisneto paterno (por sua avó) de Osório da Silva Valença e de Ursulina Tenório, bisneto materno (por seu avô) de João Cordeiro Sobrinho e de Severina Costa, e bisneto materno (por sua avó) de Artur Félix de Melo e de Ângela Muniz.

 

16.3.2.3 (TRINETA) - Tâmara Maria Furtado de Mendonça e Menezes, nascida aos 17 de maio de 1950, em Recife, casou aos 27 de junho de 1975, com Francisco da Costa Gomes, nascido aos 21 de abril de 1937, em Passo Ferreira, Portugal, filho de Joaquim Gomes Capello e de Juvelina Carneiro da Costa. 

 

16.3.2.3.1 (QUARTA-NETA) - Veruska Furtado da Costa Gomes, nascida aos 02 de fevereiro de 1979, em Recife/PE, que casou com Omar de Andrade Rezende Neto, filho de Carlos Antônio Lucena Barbosa da Silva, natural do Estado de Pernambuco, nascido aos 13 de junho de 1957, e da segunda esposa Maria Eugênia Tereza de Rezende, nascida aos 13 de julho de 1956, no Estado do Piauí, casados aos 23 de maio de 1978, em Recife, neto paterno de Eudes Alves Barbosa da Silva e de Maria da Penha Lucena, neto materno de Omar de Andrade Rezende e de Raimunda Pinheiro. Bisneto paterno (por seu avô) de Eurípedes Lemos Barbosa da Silva e de Cecília Alves, e bisneto paterno (por sua avó) de Evaristo da Silva Lucena e de Lucila Cavalcante.

 

16.3.2.3.2 (QUARTA-NETA) - ANUSKA Furtado da Costa Gomes, nascida aos 28 de janeiro de 1983, em Recife/PE.

 

16.3.3 (BISNETO) - Waldir Furtado de Mendonça e Menezes, nascido aos 14 de junho de 1920, em Apodi/RN, casou com Inezilda Galvão, nascida aos 14 de junho de 1925, filha de Romualdo Galvão Filho e de Maria Guiomar Meira Lima. 

 

16.3.3.1 (TRINETO) - Abel Furtado de Mendonça e Menezes Neto, nascido aos 10 de abril de 1949, em Natal/RN, casou com Maria Dulcinete Pessoa, nascida aos 17 de janeiro de 1953, filha de Luiz Marinho Pessoa e de Maria Nazareth.

 

16.3.3.1.1 (QUARTO-NETO) - André Luiz Furtado de Mendonça e Menezes, nascido aos 14 de dezembro de 1973, em Natal/RN.

 

16.3.3.1.2 (QUARTO-NETO) - Waldir Furtado de Mendonça e Menezes Neto, nascido aos 19 de março de 1976, em Natal/RN.

 

16.3.3.1.3 (QUARTO-NETO) - Carlos César Romualdo de Mendonça e Menezes, nascido aos 13 de maio de 1978, em Natal/RN.

 

16.3.3.1.4 (QUARTA-NETA) - Maria Dulcinéia Furtado de Mendonça e Menezes, nascida aos 11 de março de 1982, em Natal/RN.

 

16.3.3.2 (TRINETO) - Romualdo Furtado de Mendonça e Menezes, nascido aos 03 de janeiro de 1957, em Natal/RN, casou com Maria de Fátima Miranda, nascida aos 08 de maio de 1950, em Belém/PA, filha de Nalcilda Honória de Miranda.

 

16.4 (NETA) – Julita de Amorim Guimarães, nascida no dia 11 de maio de 1897, em Natal/RN e falecida solteira, aos 1º de outubro de 1986, com 89 anos, em Natal/RN.   

 

16.5 (NETO) - Ellissósyo de Amorim Guimarães, nascido no dia 12 de junho de 1898, em Natal/RN e falecido aos 03 de fevereiro de 1964, com 65 anos de idade, casou com Antonieta Nelson, nascida aos 12 de julho de 1899 e falecida aos 28 de outubro de 1984, com 85 anos, filha de Lyle Nelson, natural de New Jersey, Estados Unidos da América, nascido por volta de 1847 e falecido aos 20 de dezembro de 1919, com 72 anos em São José de Mipibu/RN, e de Salviana Ribeiro Dantas, nascida aos 26 de maio de 1867 e falecida aos 03 de setembro de 1945, com 78 anos de idade, neta paterna de Samuel Nelson e de Elisa Jane, naturais dos Estados Unidos da América, e neta materna de Antônio Basílio Ribeiro Dantas, o velho (viúvo de Inácia da Silva Bastos), e da segunda esposa Maria Cândida Rosa da Cunha. Ellissósyo de Amorim Guimarães escreveu o livro As Bossas.

 

16.6 (NETA) - Maria de Amorim Guimarães, nascida no dia 11 de agosto de 1899, na praça Vinte e Quatro de Maio em Natal/RN, foi professora, e falecida solteira aos 18 de setembro de 1985, com 86 anos de idade em Natal/RN.

 

16.7 (NETA) - Marieta de Amorim Guimarães, nascida no dia 26 de março de 1903 na praça em Natal/RN e falecida solteira, aos 18 de novembro de 1981, com 78 anos.

 

16.8 (NETO) – João de Aguiar de Amorim Guimarães, nascido no dia 11 de outubro de 1901, na em Natal/RN e falecido aos 03 de julho de 1976, com 74 anos de idade, foi contabilista da Coletoria de Rendas de Natal, casou com Noemi Valente. 

 

16.9 (NETA) – Elisa Guimarães, nascida no dia 07 de setembro de 1900, em Natal/RN e falecida em 21 de janeiro de 1989, com 88 anos idade, casou em 04 de junho de 1930, em Mossoró/RN com Juvêncio Cunha Filho, natural de Jardim do Seridó, nascido em 19 de fevereiro de 1906, filho de Juvêncio de Azevedo Cunha e de Maria Engrácia Teixeira.

 

16.9.1 (BISNETA) - Maria Juvenelisa da Cunha, natural de Mossoró/RN, nascida em 16 de setembro de 1931, funcionária do INAMPS em Natal/RN.

 

16.9.2 (BISNETA) - Juvenza Cunha, natural de Mossoró/RN, nascida a 26 de março de 1935, casou aos 08 de maio de 1954, na igreja de Nossa Senhora da Apresentação de Natal, com o capitão de corveta Nizário Batista de Araújo, nascido em 9 de março de 1928, em Caicó/RN, filho de João Jesuíno Batista e de Amélia Adalgisa de Araújo.

 

16.9.2.1 (TRINETA) - Nízia Cunha de Araújo, nascida em 18 de março de 1955, casou em 17 de dezembro de 1977, na igreja de Santa Terezinha, em Natal, com Carlos Alexandre Cavalcanti Xavier, nascido em 27 de novembro de 1951, filho de João Xavier e de Paula Francisca Cavalcanti.

 

16.9.2.1.1 (QUARTO-NETO) – Rodrigo Araújo Xavier, nascido aos 29 de setembro de 1980, em Natal/RN.

 

16.9.2.1.2 (QUARTO-NETO) – Danilo Araújo Xavier, nascido aos 04 de julho de 1984, em Natal/RN.

 

16.9.2.2 (TRINETO) – Nelson Cunha de Araújo, natural de Natal/RN, nascido em 03 de dezembro de 1956, casou em 17 de abril de 1982 na igreja Príncipe dos Apóstolos São Pedro em Rio Comprido, no Rio de Janeiro/RJ com Tereza Cristina Santana Correia, nascida aos 06 de dezembro de 1958, filha de José Luiz Soares Correia e de Terezinha Santana.

 

16.9.2.2.1 (TETRANETA) – Taíssa Correia de Araújo, nascida aos 02 de janeiro de 1988, no Rio de Janeiro/RJ.

 

16.9.2.2.2 (TETRANETO) – Tales Correia de Araújo, nascida aos 26 de fevereiro de 1990, em Natal/RN.

 

16.9.2.3 (TRINETO) – Roberto Cunha de Araújo, 2º tenente da reserva do Exército, nascido aos 26 de julho de 1960, funcionário da Caixa Econômica Federal.

 

16.9.2.4 (TRINETO) – Eduardo Cunha de Araújo, nascido em 30 de janeiro de 1962, casado aos 30 de janeiro de 1988, na Capela de Santo Antônio, em Natal/RN, com Maria da Conceição Félix de Oliveira, nascida aos 08 de junho de 1966, em Goianinha/RN, filha de Miguel Carlos de Oliveira e de Severina Félix.

 

16.9.2.5 (TRINETA) – Cláudia Cunha de Araújo, nascida em 5 de julho de 1970, em Natal/RN.

 

16.9.2.6 (TRINETA) – Valéria Cunha de Araújo, irmã gêmea, nascida em 05 de julho de 1970, em Natal/RN.

 

16.9.2.7 (TRINETO) – André Cunha de Araújo, nascido em 22 de julho de 1975, em Natal/RN.

 

16.10 (NETO) – Baltazar de Aguiar Guimarães, nascido às 21 horas do dia 06 de janeiro de 1908, na Rua Coronel Bonifácio em Natal – RN.

 

16.11 (NETO) – Jaime de Amorim Guimarães, nascido no dia 08 de outubro de 1908, em Natal/RN, formado em Medicina.


NOTA: Estava terminando a escrita e organização do presente artigo, quando, inesperadamente, encontrei o que talvez seja a única fotografia do Padre João Paulino Pinto de Aguiar, parte integrante do antigo álbum de família do governador Antônio José de Mello e Souza. A imagem é publicada pela primeira vez.

 

 


3 comentários:

  1. Prezado, estou a me interessar por genealogia. Especificamente, pretendo fazer a genealogia da minha família. Sou do Recife, meu avô veio do RN, Belchior Dantas Laurentino, filho de Arlindo Dantas Laurentino e Maria do Carmo Laurentino. Gostaria de uma orientação sua. Tenho algumas informações acerca dos antigos endereços no RN, Macaíba, etc. brunovictordesouza@hotmail.com.

    ResponderExcluir
  2. Prezado, estou a me interessar por genealogia. Especificamente, pretendo fazer a genealogia da minha família. Sou do Recife, meu avô veio do RN, Belchior Dantas Laurentino, filho de Arlindo Dantas Laurentino e Maria do Carmo Laurentino. Gostaria de uma orientação sua. Tenho algumas informações acerca dos antigos endereços no RN, Macaíba, etc. brunovictordesouza@hotmail.com.

    ResponderExcluir
  3. Prezado, estou me interessando por genealogia e gostaria de obter uma ajuda na pesquisa da origem de minha família. Me chamo Bruno Victor Laurentino, meu avô veio do RN Para Recife. Ele é filho de Arlindo Dantas Laurentino (Mãe Josefa Dantas) e de Maria de Carmo Dantas Laurentino. Andei pesquisando e vi que um dos endereços do meu bisavô foi em Macaíba. Como posso contatá-lo? Brunovictorlaurentino@hotmail.com 81997085004

    ResponderExcluir